Arquivo da categoria: QuimeraTube

QuimeraTube #72

Descobri esses dias o som desse cara e já tô curtindo pra caramba. De quebra ele ainda fala no blog dele sobre as corridas matinais virarem um lance filosófico… identificação total! haha

QuimeraTube #71

Quatro meses atrás comecei a fazer aulas de tambor. Daria pra falar muito sobre o assunto, mas citei isso só pra contextualizar o vídeo do QuimeraTube de hoje. É uma canção do ritmo Congo (um dentre os vários ritmos do tambor mineiro), executada por alguns membros do Grupo Tambor Mineiro, de Belo Horizonte. Além do tambor, outros dois instrumentos de percussão são utilizados, o patangome (espécie de chocalo em forma circular) e a gunga (repare nas canelas dos músicos). É um som que carrega consigo toda uma tradição, que é muito visceral.

 

(groove absurdo!)

 

QuimeraTube #69

O disco novo do Curumin é uma coisa que eu não paro de escutar. Ele começa com o Afoxoque:

QuimeraTube #68

E esse disco novo do Gui Amabis além de tudo (e esse tudo é muita coisa) ainda tem uma capa “carnívora” e magnífica:

QuimeraTube #67

Pra começar o mês bem!

“And out spring some sparkling thoughts…”

QuimeraTube #66

A resposta de Pedro Luis e a Parede pra uma pergunta muito frequente (temperada com muito batuque e muito suingue):

QuimeraTube #65

“Efêmera” ou “Tudo Tanto”? A dúvida sobre qual dos dois discos da Tulipa é mais bacana está cada vez mais viva nos meus ouvidos!

Víbora é uma forte contribuição para o segundo:

QuimeraTube #64

Eu acho que sempre vou me referir à Jorge Mautner como um dos compositores de Maracatu Atômico. Só que além dessa joia rara do cancioneiro popular brasileiro contemporâneo, o cara possui várias outras joias, como essa vampiresca aqui por exemplo:

QuimeraTube #63

Simplesmente não consigo para de escutar e de me empolgar pra saculejar com esse som…

“Minha terra tem sapê, aroeira, onde canta o sabiá…”