Arquivo da categoria: Pedra Letícia

Especial Toca Raul! – Parte 4 – O legado do Cowboy Fora da Lei

Bem, chega ao fim hoje o Especial Toca Raul!
Todas as sextas do mês de agosto foram dias de Raul Seixas aqui no Un Quimera, tudo isso porque exatamente na última sexta, dia 21/08/2009, chegamos a 20 anos da morte de Raul Seixas.
Passada a euforia da data e dos posts quase idólatras, falo hoje do legado que Raul deixou para a música e para a sociedade brasileira como um todo.
Duas décadas depois Raul ainda está muito vivo não apenas “neste homem e nos meus filhos, na palavra rude que eu disse apra alguém que não gostava e até no whisky que não terminei de beber naquela noite”.
O Cowboy Fora da Lei influenciou principalmente inúmeras bandas de rock brasileiras que surgiram após a década de 1970, mas a influência raulseixista não se restringiu apenas ao rock, cantores da MPB contemporânea também mostram essa influência.
Podemos citar vários exemplos de bandas e cantores: Titãs, Barão Vermelho, Paralamas do Sucesso, Ultraje a Rigor, Ira!, Zé Ramalho, Tom Zé, Zé Rodrix e por aí vai.
Mas nesse post queria citar dois exemplos em especial: Zeca Baleiro e a banda Pedra Letícia. (ver vídeos no fim do post)
O cantor e compositor maranhense lançou no ano passado o álbum, dividido em dois volumes: O Coração do Homem Bomba. Uma das canções do disco é Toca Raul.
Isso mesmo, na letra Zeca explica o porquê dessa canção, mas antes de tudo deixa claro que é fã incondicional de Raul, e isso é explicitado na própria música: “Como é poderoso esse Raulzito (poxa vida) esse cara é mesmo um mito, esse cara é mesmo um mito”.
Já os goianos do Pedra Letícia lançaram Eu não toco Raul.
Escrachada bem ao estilo do próprio Raul, nesta canção a banda deixa claro o seu apreço pelo estilo Sidney Magal, o que muita gente não compreende é que Cambota e cia. também são fãs de Raul: “eu acredito quando você diz que ele é legal”, a música é irônica.
O primordial desses dois exemplos em especial é ver a que ponto chega essa influência do Raul, o tempo passa e a força do Cowboy Fora da Lei permanece.
Embora não com o mesmo fanatismo de antes continuo escutando Raul e rendendo homenagens como essa, isso pode parecer muito imbecil para quem vê de fora, mas, falando um português bem claro: o cara foi foda!
Toca Raul sempre!
Obs.: Na foto Raul com uma camiseta que diz: Vote nulo Não sustente parasitas.
Raulzito também tinha seu lado anarquista.