Arquivo da categoria: Orlando Magic

Los Angeles Lakers – 15 vezes campeão da NBA


Chegaram ao fim no último do domingo as Finais da NBA, temporada 2008/09.


E acabou pesando toda a tradição e favoritismo dos Lakers de Kobe Bryant sobre o Orlando Magic de Dwight Howard.

As Finais começaram no Staples Center, e no jogo 1 Kobe Bryant e todo o time californiano já mostrou o que queria: o título e nada mais.

Com um basquete consistente os Lakers superaram a forte defesa armada por Stan Van Gundy e conseguiram uma ótima vitória, com 25 pontos de diferença: 100 x 75, de quebra, Kobe Bryant anotou sua maior pontuação em Playoffs, 40 pontos.

No jogo 2, ainda na Califórnia, os Lakers, jogando de branco, afinal era um domingo, encontraram mais dificuldades para vencer a partida.

O ala de Orlando, Rashard Lewis anotou 34 pontos e deu muito trabalho a defesa dos Lakers, o jogo era equilibrado e as duas defesas se postavam bem.

Após um empate em 88 no fim do 4º período, o jogo foi pra prorrogação e aí a dupla Bryant-Gasol chamou a responsabilidade pra si e ampliou a vantagem dos Lakers para 2 – 0, fechando o jogo em 101 x 96.

No jogo 3, agora na Flórida, o Orlando conseguiu reagir, vencendo por 108 x 104, em um jogo onde Rafer Alston, até então sumido nas Finais, ressurgiu, acertou várias bolas de 3, e com a ajuda de Howard e Lewis levou o Orlando a vitória, uma ponta de esperança ainda existia para o Magic.

Porém, pode-se que tudo se decidiu realamente no jogo 4.

Em um jogo tenso e dramático, como pede uma final de NBA, brilhou a estrela do veterano armador Derek Fisher, que com uma cesta de 3 pontos forçou a prorrogação, e aí, na prorrogação, brilhou Pau Gasol, os Lakers venceram por 99 x 91 e praticamente colocaram a mão na taça. Mas não foi por falta de vontade do Orlando não, Hedo Turkoglu contribuiu muito para o ataque, anotando 25 pontos e Dwight Howard conseguiu 16 pontos, 21 rebotes e 9 tocos (isso mesmo, 9 tocos, um recorde em Finais).

Depois da vitória no jogo 4, tudo estava encaminhado para o título dos Lakers, que só confirmaram isso no jogo 5, ainda em Orlando, vencendo e vencendo bem, com 99 x 86, sepultando de uma vez todas as chances do Magic de conseguir seu primeiro título na NBA e levando pra Los Angeles o 15º título da franquia.

Esse título marca a superação de Phil Jackson sobre o lendário Red Auerbach, agora Jackson tem 10 anéis, contra 9 de Red.

Depois do jogo, perguntado sobre o assunto Phil Jackson foi caetgórico:

– Vou fumar um charuto pensando no Red – afirmou Jackson, referindo-se ao hábito de Auerbach em noites de título.

E além da superação de Phil Jackson marcou também a superação de Kobe Bryant, que conquistou seu quarto título de NBA, porém dessa vez foi com um gostinho especial.

Das outras três vezes, o título tinha sido conquistado ao lado de seu “muy amigo” Shaquille O’Neal (hoje em Phoenix) e o pivô tinha sido eleito o MVP das Finais nas 3 oportunidades.

Dessa vez, Kobe conquistou o título sendo o principal jogador do time e também foi eleito o MVP das Finais, terminando a temporada de maneira fantástica, Kobe definitivamente entra para a turma dos grandes jogadores da história da NBA.

Parabéns as Lakers!!!

NBA Finals

O Un Quimera não postou nada sobre a 5ª e a 6ª semana dos Playoffs.
Mas volta agora com um post preview das tão esperadas Finais da NBA.
O campeão do oeste, Los Angeles Lakers contra o campeão do leste Orlando Magic.
Uma pequena análise dos dois times:
LOS ANGELES LAKERS (65-17)
Time
Os Lakers têm muita história e muitos títulos na NBA.
A franquia foi fundada em 1946, e começou na cidade de Detroit, como Detroit Gems, no ano seguinte mudou-se para Minneapolis, onde adotou o nome de Minneapolis Lakers e já começou sua história vitoriosa de títulos, conquistando 5 títulos como Minneapolis Lakers. Em 1960 mais
uma mudança, dessa vez para transformar-se em Los Angeles Lakers. Depois dessa mudança a equipe adquiriu muita popularidade e mais 9 títulos, totalizando 14.
Depois dos vices em 2004 e 2008, os Lakers buscam agora o seu 15º título.
Playoffs
Durante os Playoffs os Lakers tiveram uma trajetória talvez mais complicada do que se esperava.
Depois de um tranquilo 4-1 sobre o Utah Jazz na primeira rodada, o duelo contra os Rockets nas semi-finais do Oeste chegou a assustar a equipe californiana, um 4-3 histórico recheado de polêmica e confusões, destacando-se o duelo particular entre Artest e Bryant.
Na final do Oeste o duelo dos dois melhores times literalmente, e o basquete dos Lakers prevaleceu sobre os Nuggets, fechando a série em 4-2.
O Astro 
Com média de 29.6 pontos, 5.3 rebotes e 4.9 assitências por jogo nos Playoffs 2009, Kobe Bryant é o principal jogador dos Lakers, apesar de já ter chegado a 12 anos de NBA, o camisa 24 parece ser um jovem jogador quando se diz respeito a parte física, mas toda a experiência adquirida nesses 12 anos fazem de Bryant um jogador ainda melhor, MVP da temporada passada, disputou o prêmio com LeBron nessa temporada, mas acabou perdendo.
ORLANDO MAGIC (59-23)
Time
O Orlando Magic não tem tanta história assim como o seu adversário nessas Finais.
Fundado em 1989, ainda não tem nenhum título da Liga. O máximo que conseguiu até hoje foi o título da Conferência Leste, em 1995, fato que se repetiu nessa temporada, o que dá direito a equipe da Flórida de disputar mais uma final de NBA.
Playoffs
Desde o início o Magic sabia que sua trajetória nos Playoffs não seria nada fácil, afinal, possivelmente iria ter que passar os favoritos Celtics e Cavs para chegar as Finais.
Pois bem, logo na primeira rodada surgiram as dificuldades, favorito no confronto contra os Sixers, o time de Orlando não teve vida fácil nessa série e depois de muito suor venceu por 4-2.
Aí vieram os favoritos, nas semi-finais foi a vez do Boston, mais uma série disputadíssima que, assim como ns série entre Lakers e Rockets teve jogo 7.
Na final do Leste, o duelo contra o então imbatível nos Playoffs, Cleveland Cavaliers. Com um basquete consistente e de muita raça o Magic fez 4-2 e avançou as Finais.
O Astro
Com média de 21.7 pontos, 15.4 rebotes e 1.8 assistências por jogo nos Playoffs 2009, D12 é a arma principal de Orlando para vencer a NBA. Ainda jovem (com apenas 4 anos de NBA) Howard possui uma força física descomunal, mas não é baseado somente na força física o seu basquete, inteligente, o ala-pivô é um dos melhores jogadores de sua geração. Basta ver por exemplo o jogo 6 da final do Leste contra os Cavs, Howard anotou 40 pontos e pegou 14 rebotes.
Bem, o meu favorito para essas Finais é o Los Angeles Lakers.
Além de contar com a vantagem de decidir em casa, o time californiano adquiriu experiência depois da derrota nas Finais da última temporada frente o Boston Celtics. Conta com o astro Kobe Bryant, um time equilibrado e um tal de Phil Jackson no banco.
Porém, não vai ser nem um pouco fácil, o Orlando também tem uma equipe muito forte e passar por Boston e Cleveland não é pra qualquer um, principalmente pelo Cleveland, do MVP LeBron James.

Playoffs 2009 – 4ª Semana


Está chegando a hora das finais das conferências.

Restam dois emocionantes jogos 7 hoje a noite para as conferências Leste e Oeste conheçam seus finalistas.
Os três melhores jogos da semana:
No Leste a disputa é sempre quente.
Boston e Orlando vão fazer hoje o jogo 7, mas falo do jogo 4 dessa série, onde Boston empatou a série em 2-2.
Lewis e Howard (principalmente o segundo, que anotou 23 pontos e 17 rebotes) foram os destaques da equipe da Flórida.
Pelo lado dos atuais campeões da NBA, Pierce e Rondo se destacaram, mas o grande nome do jogo foi o “Big Baby” Glen Davis, o camisa 11 dos Celtics foi quem decidiu o jogo.
Foi um legítimo “Buzzer Beater”, quando a bola caiu, as luzes da tabela se acenderam, a festa dos Celtics foi grande, é bom destacar que a equipe de Massachussetes não conta com o seu principal jogador, Kevin Garnett, vem jogando os Playoffs sem ele e outras peças do elenco, como Glen Davis or exemplo, vão tentando suprir a falta de KG com muita raça e vontade.
Apesar dos Nuggets já terem liquidado a série em 4-1, esse jogo que foi justamente o da úncia vitória dos Mavs, talvez tenha sido o melhor da série.
Já que estamos no oeste e, melhor ainda, no Texas, nada mais adequado do que comparar o duelo entre Carmelo Anthony e Dirk Nowitzki com um duelo de cowboys do Velho Oeste.
Cada chute de três, cada rebote, cada boa jogada era como um tiro, no fim, prevaleceu o calibre do alemão Nowitzki que anotou 44 pontos e 13 rebotes contra 41 pontos e 11 rebotes de Anthony.
Os Nuggets seguem forte para a final do Oeste, seja Lakers ou Rockets, vão enfrentar um ótimo adversário que vem crescendo muito nos Playoffs.
Por falar em Lakers e Rockets…
Esse foi o jogo 5, um jogo que destoou dos outros desta equilibrada série.
Um avassalador Lakers passou por cima dos Rockets e com esse enorme diferença de 40 pontos venceu, e, a essa altura abria 3-2, porém a equipe do Texas empatou a série no jogo 6, e hoje tem um jogo 7 que promete.
Nesse jogo em questão, a dupla Bryant-Gasol funcionou bem e comandou o time de LA na vitória.
A bola de Houston não caia: Landry, Brooks, Scola e Artest, os principais pontuadores desse time (Yao Ming também entraria nessa lista, mas está fora) não conseguiram fazer tudo o que fizeram nos outros jogos da série.
Como já falei, hoje temos jogo 7 entre Orlando – Boston e Houston – Lakers.
Os vencedores enfrentam os já classificados Cleveland Cavaliers e Denver Nuggets.
Jogador da Semana: Kobe Bryant (Los Angeles Lakers)

Playoffs 2009 – 1ª semana


Chega ao fim a primeira semana dos Playoffs 2009, como de costume, os jogos estão pegando fogo, algumas surpresas, várias enterradas e muitas emoções.

Hoje destaco os que pra mim foram os três melhores jogos dessa primeira semana:
Foi o primeiro jogo da série, na Flórida, o Orlando Magic que fez uma campanha sólida durante a temproada regular dava a impressão de que passaria sem maiores dificuldades pelos Sixers de Iguodala e cia., porém não foi bem assim.
Em um jogo muito disputado, o resultado só foi decidido nos últimos segundos, e mesmo os 31 pontos e 16 rebotes de Dwight Howard não foram capazes de impedir Andre Iguodala fazer a cesta final, a 2 segundos do fim, o camisa 9 dos Sixers gingou pra cima de Hedo Turkoglu e com um longo chute de dois pontos levou o Philadelphia a contagem centenária e deixou o time da Pensivânia em vantagem na série, uma surpresa logo no segundo dia.
No outro post dos Playoffs já tinha falado dessa série, que começou muito bem com outra surpresa, a vitória dos Bulls em Massachussetes, e na segunda-feira, no segundo jogo da série, outro jogão, só que dessa vez os Celtics mostraram porque são os atuais campeões da NBA e venceram, mas pra quem pensa que foi fácil, está muito enganado.
Em um jogo recheado de cestas de 3 pontos, os Celtics conseguiram cubrir a ausência de KG com o triple-double de Rajon Rondo e as contribuições ofensivas de Glen Davis e Ray Allen em especial, este que, também a 2 segundos do fim, como Iguodala no jogo outro jogo que eu citei, decidiu a partida, a diferença é que o chute de Allen foi de 3 pontos, o camisa 20 arriscou e conseguiu dar a vitória aos Celtics. Apesar dos 42 pontos de Ben Gordon, dessa vez não deu para os Bulls.

Existem torcidas na NBA que são diferentes, especiais quando o assunto é Playoffs, a torcida dos Trail Blazers é uma dessas, e talvez por ter ficado algum tempo fora dessa fase decisiva voltou ainda mais fanática nesses Playoffs 2009.
Nem mesmo a derrota no primeiro jogo da série desanimou a torcida e o time que jogou esse segundo jogo com muita raça.
O jogo ficou marcado pela lesão do veteraníssimo pivô dos Rockets Dikembe Mutombo, o lendário camisa 55 depois de 18 anos de NBA deve encerrar a carreira agora.
E apesar da consistência do quinteto dos Rockets dessa vez prevaleceu a raça dos Blazers, comandados por Brandoy Roy que anotou 42 pontos e também com ajuda fundamental do double-double de LaMarcus Aldridge o Portland venceu e animou a série.

Até o momento as séries estão assim:
Cleveland Cavaliers 3 – 0 Detroit Pistons
Boston Celtics 2 – 1 Chicago Bulls
Orlando Magic 1 – 2 Philadelphia 76ers
Atlanta Hawks 1 – 2 Miami Heat
Los Angeles Lakers 3 – 1 Utah Jazz
Denver Nuggets 2 – 1 New Orleans Hornets
San Antonio Spurs 1 – 3 Dallas Mavericks
Portland Trail Blazers 1 – 2 Houston Rockets
Jogador da semana: LeBron James (Cleveland Cavaliers)