Arquivo da categoria: José Sarney

Os "acontecimentos" de agosto/2009

Chega ao fim o mês de agosto.
Poderia até falar da tal “guerra santa” entre Rede Globo e Rede Record, um assunto muito comentado nesse mês, mas escolhi outros dois acontecimentos.
O primeiro é deprimente, revoltante e indignante, merece ser falado pela sua importância.
Já o segundo é quase inacreditável, um raio!
Baixaria no Senado
Acho que baixaria é a melhora palavra para traduzir o que acontece no Senado brasileiro hoje.
Durante o mês foram acontecendo vários fatos, e esse “acontecimento” é uma reunião de todos eles.
Já havia falado aqui no Un Quimera sobre o presidente do Senado, José Sarney.
Ele é o grande ímã de toda essa baixaria, mas não é o único envolvido, são muitos os parlamentares com rabo preso com o próprio Sarney e envolvidos em corrupção.
Destaco três principais pontos:
O primeiro na verdade aconteceu no último dia do mês de julho, mas vale a pena ser comentado.
É a censura ao jornal Estado de S.Paulo. Um recurso judicial, apresentado por Fernando Sarney (filho de José Sarney) foi aceito pelo desembargador Dácio Vieira. O detalhe é que Dácio, Fernando e José são amigos, e estiveram todos presentes no casamento de Mayanna Maia, filha de Agaciel Maia outro nome que está envolvido em várias falcatruas do Senado.
Estamos no Século XXI, censura?
Isso é baixo demais, inconstitucional e vergonhoso para um país como o Brasil, ao lado, na Venezuela, temos outro exemplo parecido e deprimente, o fechamento de várias rádios pelo presidente venezuelano Hugo Chávez.
Mas o mês mal estava començando, ainda tinha muita palhaçada por vir…
A grande baixaria do mês veio no dia 3.
Um bate boca de baixíssimo nível (veja o vídeo) entre Renan Calheiros e Pedro Simon, que depois ainda teve intervenção de Fernando Collor de Melo.
Como já disse acima é deprimente ver coisas assim, nem dá pra falar muito sobre essa discussão, é melhor ver o vídeo mesmo.
E na última terça-feira, 25, o senador do PT, Eduardo Suplicy teve uma atitude que eu considero ótima. Apesar de ser apenas um gesto simbólico e que dificilemente fará alguma mudança concreta, valeu muito a pena.
Suplicy mostrou um cartão vermelho para José Sarney no Plenário e disse:
O melhor passo para a saúde do Senado e do próprio Sarney é simbolizado neste cartão vermelho. Que ele deixe a presidência do Senado permitindo que o Senado volte aos seus trabalhos normais.

Depois disso, o senador Heráclito Fortes bateu boca com Suplicy e sugeriu que o cartão vermelho fosse dado a Lula.
A situação é crítica, o Senado brasileiro passa por uma de suas maiores crises e dificilmente Sarney sairá de lá, apesar da saída dele ser a coisa mais sensata a ser feita, parece difícil botar na cabeça daquele coronel isso, além do mais são poucos como Pedro Simon e Eduardo Suplicy que estão no poder e estão protestando.
A grande maioria ou tem rabo preso com Sarney, ou é aliado de Sarney ou então pretende aliar-se a Sarney, afinal o Presidente do Senado é do PMDB e na atual conjuntura política brasileira o PMDB detém muito poder em relação as outras legendas.
Ficar parado, sem se informar sobre isso não dá, o Un Quimera sempre estará aqui comentando e analisando a Política, ainda mais no ano que vem que é ano de Eleições, é nessa hora que o povo tem que fazer a diferença, a opinião pública alienada também é culpada por essa situação que vivemos, já passou da hora do voto mudar algum coisa nesse país!
Unbelievable Usain Bolt

Mudando radicalmente de assunto, esse outro acontecimento é sobre um atleta que tem tudo para se tornar um mito, o jamaicano Usain Bolt.
Dois dias: 16 e 22.
Dois recordes: 9s58 nos 100m e 19s19 nos 200m
Foi o que fez Usain Bolt esse mês, no Mundial de Atletismo de Berlim.
O jamaicano que já havia quebrado recordes na Olimpíada de Pequim no ano passado, volta a quebrar recordes e a cada dia que passa parece ser mais rápido.
Já ouvi falar que estando fora da história você consegue compreendê-la melhor. Em relação a Bolt acredito que quem estiver fora da história dele, lá em 2080 mais ou menos vai dizer: Esse cara foi uma lenda.
É isso o que o carismático jamaicano deseja, em entrevista depois da conquista da prova dos 100m ele declarou que deseja ser uma lenda.
Com toda a simpatia e alegria e principalmente com toda a sua velocidade e esses recordes quebrados, Bolt tem tudo para realizar esse seu desejo.
O mais impressionante é que Bolt ainda tem 23 anos (completados no último dia 21) e tudo para conseguir baixar ainda mais sua marca. E ele sabe disso, em entrevista também já disse:
Sempre há limites. Eu não conheço os meus.
Pode até parecer prepotência mas no caso de Bolt é realidade.
É algo impressionante, esse é um daqueles acontecimentos que ainda estão acontecendo, afinal, quem sabe até onde pode ir Bolt?

Fora Sarney!

Ainda não tinha comentado sobre esse assunto aqui no Un Quimera, mas nem é preciso falar muito.
Qualquer pessoa bem informada está a par da situação de crise que vive o senado brasileiro.
A corrupção cada vez mais vem a tona e se ouve falar muito de atos secretos, nepotismo e por aí vai.
No meio de tudo isso é importante tomar uma atitude, e aproveitando o mundo da internet, aderi ao Manifesto contra os Atos Secretos e a Corrupção no Senado.
Foi no blog do Marcelo Tas que eu tive contato com isso, iniciativa do Centro Acadêmico XI de Agosto, entidade representativa dos estudantes de Direito da USP.
O link para assinar a petição é esse: http://www.petitiononline.com/xisenado/petition.html
Vale a pena olhar também o blog do Tas, onde está o texto e o mesmo link.
Apesar de todos os seus históricos erros, a culpa da crise não é exclusiva do Sarney, mas a saída dele nesse momento é necessária, fazendo uma comparação futebolística, Sarney hoje é como aquele treinador que está desgastado no cargo, que torcida e jogadores já não aguentam mais, está lá só por causa dos dirigentes.
A política no Brasil tem solução, basta querer fazer as coisas certas.
Não sou nenhum entendor profundo de política, como está escrito aqui do lado direito, tenho visões políticas inconstantes, mas esse caso de corrupção no Senado extrapolou todos os limites, e acredito que posso contribuir de alguma maneira, com esse blog, para que as coisas melhorem.
Em tempo: Outra atitude via internet será tomada quarta-feira, dia 15, será a passeata virtual via twitter, mais informações: http://www.forasarney.com/ #forasarney