Arquivo da categoria: Hexa

Eu quero ser processado!

Hoje é dia de falar sobre algo gigantesco dentro da minha história em relação a futebol.
Pela primeira vez (espero que seja a primeira de muitas) vi, com meus próprios olhos, o meu time ser campeão brasileiro.
Há 17 anos (minha idade, por sinal) o Flamengo não vencia um Campeonato Brasileiro, mas o tabu foi quebrado e a alegria que eu senti quando fiquei sabendo (na viagem de volta pra minha cidade, depois de fazer a prova do ENEM) foi indescritível!
A semana inteira foi de ansiedade e expectativa, sabia que estava me aproximando de um momento que ficaria marcada e por tudo isso a semana pareceu durar os 17 anos de jejum do Flamengo, o tempo não passava e a expectativa crescia.
Chegou o fim de semana, as provas do ENEM e enfim o jogo.
O jogo, que muitos davam como ganho não foi nada fácil, o Grêmio, ao contrário do que queriam os seus torcedores não entregou, jogou com seriedade e saiu na frente do placar, com o garoto Roberson.
Mas o Flamengo, mesmo não tendo apresentado um bom futebol nesta última partida do campeonato conseguiu se impor, empatou rápido com o zagueiro David, ainda no primeiro tempo e voltou melhor no segundo tempo, quando o outro zagueiro, Ronaldo Angelim subiu de cabeça pra marcar o gol do título.
Depois do gol o Grêmio ainda tentou pressionar e buscar o empate, mas não tinha mais jeito o hexa havia chegado a Gávea.
Bom falar em hexa, até porque o presidente do Sport disse que processaria todos que dissessem que o Flamengo é hexa, pois considera o título de 1987 do Sport.
É aí que entra o título (seja deste artigo, seja do Flamengo), eu quero muito ser processado, porque pode ter certeza de que ainda vou dizer muitas vezes que o Flamengo é HEXACAMPEÃO brasileiro!
Além disso quero deixar os parabéns para todo o elenco, comissão técnica e diretoria rubro-negra, tão chutados e zoados nos períodos em que o Flamengo ia mal, agora merecem todo o respeito e reconhecimento também.
E parabéns para nós, rubro-negros de sangue e alma, nós que fazemos a festa, que pintamos a cidade de vermelho e preto e que, principalmente, gritamos: É HEXA!