Arquivo da categoria: Fórmula 1

Os "acontecimentos" de setembro/2009

Acaba o mês de setembro e os acontecimentos do mês estão aqui no Un Quimera:
Acordo Militar Brasil-França
As relações entre Brasil e França sempre foram algo a ser lembrado.
Antigamente no âmbito cultural isso era muito forte, existe aquela velha história de que em tempos idos o Brasil tentava copiar a Europa em tudo, nessa Europa o grande pilar era o país que tem como capital Paris.
Mas hoje o acordo entre Brasil e França se dá em outra área, na militar.
Convidado de honra para o desfile de 7 de setembro, o presidente francês Jean Sarkozy assinou um acordo com o presidente Lula. Um acordo de proporções enormes.
O acordo é assim: a França fornecerá ao Brasil helicópteros, quatro submarinos, um casco para o futuro submarino nuclear e transferência de tecnologias, com exceção da nuclear (que por acaso é uma das maiores e mais evoluídas matrizes de energia francesas).
Tudo isso pela “bagatela” de R$ 25 bilhões. Além disso foi acordado também a compra de 36 caças Rafale, pelo valor aproximado de R$ 7 bilhões.
Bem, é muita grana!
É lógico que o investimento nessa área é muito importante, mas até por isso mesmo é necessário fazer uma melhor pesquisa de preços e de posteriores vantagens que o país poderá ter: é mais ou menos como pesquisar em vários supermercados o melhor preço. Ao invés de fazer isso, Lula escolheu um “supermercado”, entrou nele e comprou tudo de uma vez lá.
Acho que deu pra entender a brincadeira do parágrafo acima, o que quero dizer é que um acordo do tamanho desses ser feito assim da noite pro dia é algo meio estranho, talvez fosse melhor pensar mais um pouco.
Sarkozy é quem agradece, pois além de lucrar muito com esse acordo ainda se livra dos Rafale, um caça que não deu muito certo, e precisava de alguém pra comprá-lo, esse alguém foi o Brasil.
Mas, acordos militares a parte, Vive la France!
Caso Briatore Renault

Continuamos com um pé na França, afinal agora o acontecimento tem como um de seus principais personagens a escuderia francesa de Fórmula 1, Renault.
Na verdade o acontecimento ocorreu há um ano, no Grande Prêmio de Cingapura: o piloto brasileiro Nelsinho Piquet acatou ordens de seus superiores (entenda-se Flávio Briatore, o então homem forte da Renault) para forjar um acidente, que beneficiaria seu companheiro de equipe Fernando Alonso, arriscando-se fisica e moralmente.
Mas aí o leitor pode se perguntar: mas por que isso só veio a tona agora?
É simples: Nelsinho foi mandado embora da Renault, enquanto ainda corria pela equipe não queria revelar isso ao público, depois da demissão ficou “livre”disso e enfim foi tudo revelado.
É meio deprimente ver coisas assim, foram muitas discussões em relação às punições a Briatore, Piquet e outros envolvidos, acredito que nenhum tipo de punição é válida, o que foi feito é algo realmente baixo, que teoricamente não deveria ser feito de maneira alguma, ainda mais em um campeonato da grandeza da F1.
E aí fica o questionamento mais uma vez: práticas como essa podem ser comuns dentro da Fórmula 1? Será que foi a primeira vez que isso aconteceu?
Sinceramente, creio que não em ambas as perguntas.
Porém o que fica é a impressão de que o dinheiro definitivamente ultrapassou as barreiras do esporte, hoje não é mais corrida pra ver a bandeira quadriculada antes de todo mundo, a corrida é pelo dinheiro.
Soa materialista demais, mas essa é a realidade.
*Mês que vem tem Honduras nos acontecimentos…

Os "acontecimentos" de julho/2009

Mês de julho e mais dois acontecimentos, um muito bom e outro muito ruim.
Vamos a eles:
Vale-Cultura
Todos conehcem bem ou pelo menos já ouviram falar do Bolsa Família e de vários outros programas assistencialistas do governo Lula.
Então, não sou totalmente a favor de programas assim, é necessário sim ajudar a população mais pobre, que compoe grande parte de toda população brasileira, mas tem horas que isso passa do limite.
Pois bem, no dia 23 desse mês, um novo projeto de Lei foi lançado, agora é a vez do Vale-Cultura.
Nem vou explicar muito o que exatamente é o Vale-Cultura, pois na imagem aí em cima está tudo o que é preciso saber sobre esse projeto de Lei, vou analisar os dados que estão nessa imagem.
Destaco dois pontos: a rapidez com que se pretende votar e colocar pra funcionar esse projeto.
Geralmente projetos de Lei ficam meses e meses sem ser votados, ficam meio jogados ao léu, dessa vez, como disse Lula na inauguração do projeto, o projetotem “urgência urgentíssima”, para ser votado logo, é interessante ver essa mobilização.
E o outro ponto são os dados da parte de baixo da imagem: 93% dos brasileiros nunca foram ao museu, 87% nunca foram ao cinema e 83% nunca compraram um livro.
É aquela velha história: para muitos esses dados são até irrelevantes, esse que é o problema, no Brasil a grande maioria da população ainda não dá valor, não sabe o tamanho da importância da cultura para uma população.
Analisando tudo isso, vejo esse projeto pelo lado bom, não sou petista, nem votei nas Eleições de 2006, e também não acho o governo Lula ótimo.
Mas nesse ponto reconheço que foi uma ideia interessante, quem sabe assim o país consiga elevar o seu nível cultural, o que é uma necessidade na minha opinião, ainda mais no Brasil, um país com uma diversidade cultural tão rica.
O acidente de Felipe Massa
Esse foi o acontecimento trágico do mês.
Era apenas mais um treino classificatório de Fórmula 1, no último sábado, dia 25.
Mas aí uma mola voa da Brawn de Rubens Barrichello e acerta o capacete de Felipe Massa.
Antes de falar sobre o que aconteceu depois, não consigo tirar da minha cabeça uma coisa: De 3 brasileiros na pista, entre os 22 ao todo, o acidente aconteceu justamente com 2 dos 3 brasileiros, é coincidência demais!
Voltando ao acidente: a mola que saiu do carro de Rubinho literalmente voou e foi de encontro a Massa numa das curvas mais rápidas do circuito de Hungaroring, o capacete ainda conseguiu atenuar um pouco a intensidade da batida mas foi tão forte que chegaram a comparar com a força de um tiro.
Depois de atingido Massa foi direto pra barreira de pneus, mas sem controle nenhum do carro, já estava inconsciente no momento da batida.
Massa foi direto pro Hospital Militar de Budapeste e entrou em coma induzido, sua família foi pra lá acompanha-lo e no dia 29, última quarta-feira, Massa saiu da UTI e já deu alguns passos e conversou um pouco, perguntando sobre a próxima corrida em Valencia.
Apesar dessa pergunta e da recuperação de Massa, para a próxima corrida as chances de Massa correr nem devem existir, primeiro o piloto brasileiro deverá passar por uma recuperação, e o seu substituto será ele, Michael Schumacher, sim o piloto alemão que já havia se aposentado voltará as pistas.
Agora é esperar pra ver o que acontecerá com o Massa, o acontecimento como um todo continua acontecendo, essa é a verdade.
Acidentes em Fórmula 1 antigamente eram uma constante, várias lesões e mortes, pois a segurança não era tão eficaz como atualmente.
O maior de todos os acidentes envolvendo Fórmula 1, com certeza, foi o do grande Ayrton Senna em Ímola, em 94.
Mas mesmo com a segurança de hoje em dia, ainda acontecem acidentes como esse do Massa, ou seja, querendo ou não a Fórmula 1 é arriscada, apesar de ser algo muito interessante, em que rola muita grana também diga-se de passagem, os riscos para os pilotos também são grandes.