Arquivo da categoria: Chelsea

This Is Anfield!

Depois de muito tempo volto a falar do Liverpool no Un Quimera, e depois de mais tempo ainda volto a falar de um Liverpool jogando bem, vencendo e convencendo.

Primeiramente queria deixar claro que não sou aquele tipo de torcedor modinha, até porque o Liverpool em si não é modinha (como Chelsea e afins…), mas é bem melhor falar das vitórias do que das derrotas dos Reds.

O engraçado é que se isso fosse escrito uma semana atrás pra muitos seria até estranho: boa fase no Liverpool? Até então o time vinha mal na Premier League (próximo à zona de rebaixamento) e sem nenhuma atuação convincente pela Liga Europa.

Mas em uma semana tudo mudou. Foram 2 jogos e 2 vitórias, ambas em Anfield Road.

Quinta-feira, 04/11 – Liga Europa – Anfield Road

Liverpool 3 x 1 Napoli

Tudo começou no jogo do meio da semana pela Liga Europa.

Num primeiro tempo que chegou a assustar a torcida do Liverpool, o Napoli foi melhor e depois de uma falha do volante dinamarquês Poulsen saiu na frente com gol de seu melhor jogador: Ezequiel Lavezzi.

O time vermelho no primeiro tempo não conseguia se encontrar, Pouslen e Spearing estavam mal a frente da zaga e o ataque não conseguia criar nenhuma jogada mais incisiva.

Mas na volta para o segundo tempo as coisas mudaram.

Os Reds pressionaram mais, principalmente com Shelvey e Gerrard e os Azzurris foram ficando acuados, a aposta do Liverpool era em cima de possíveis erros do Napoli.

Erros que aconteceram. Dossena recuou mal uma bola para o goleiro De Sanctis e antes que ele pudesse pensar em o que fazer com a bola apareceu Steven Gerrard, dividindo e mandando a bola pra dentro do gol, era o empate vermelho, já tardio, aos 30 minutos.

O momento era do Liverpool, as entradas de Lucas e Eccleston melhoraram ainda mais o time e não demorou muito pra sair a virada. Pênalti para o Liverpool aos 41 e mais um gol do capitão Gerrard, cobrança perfeita.

E pra fechar o jogo e fazer Anfield explodir de vez, aos 43 minutos, Lucas roubou bola no meio, serviu Gerrard e o camisa 8 com muita categoria apenas deu um toquinho por cima do goleiro De Sanctis que já não tinha mais o que fazer.

Vitória maiúscula do Liverpool que assegura a primeira colocação do Grupo K da Liga Europa.

Domingo, 07/11 – Premier League – Anfield Road

Liverpool 2 x 0 Chelsea

Mas se na Liga Europa estava tudo as mil maravilhas na Premier League era situação não era das melhores, e confronto era contra o atual campeão e líder Chelsea.

O jogo foi marcado pela volta de Dirk Kuyt ao Liverpool, o holandês estava machucado e sua volta para o jogo de ontem fez toda diferença.

O jogo começou com o Liverpool fazendo valer o mando de campo e pressionando a equipe londrina. Logo aos 10 minutos Dirk Kuyt recebeu uma bola na intermediária e deixou Fernando Torres na cara de Cech, o camisa 9 não quis ser o Fernando Torres de ultimamente, relembrou o Torres de outros tempos e fuzilou, era o primeiro gol do Liverpool, que deixava Anfield em êxtase e o Chelsea em desespero.

Após o gol a tônica do jogo continuava a mesma, nem parecia que era o líder contra um dos últimos colocados, a situação parecia ser inversa, o Liverpool dominava completamente o jogo, com Lucas e Gerrard quase perfeitos no meio e Meireles, Maxi e Kuyt um pouco mais a frente fazendo uma interessante troca de posições, além, é claro, de El Niño Torres que vai voltando a jogar seu ótimo futebol de outrora.

No fim do primeiro tempo isso foi mais uma vez comprovado. Após jogada de Raul Meireles, Fernando Torres recebeu na esquerda, puxou pro meio e deixou Petr Cech PARADO, apenas observando a bola morrer no fundo do gol do Chelsea, era o segundo do Liverpool, o segundo de Torres.

No segundo tempo as coisas mudaram um pouco, o Chelsea melhorou e tentou diminuir o placar, mas aí foi a vez da defesa do Liverpool também se mostrar forte, principalmente o goleiro Pepe Reina, que salvou bolas perigosíssimas, de Malouda e Anelka.

O placar do primeiro tempo se manteve até o fim do jogo e o Liverpool agora chega a 9ª posição na tábua de classificação da Premier League, trilhando o caminho em busca da volta pelo menos à Liga dos Campeões.

Vale destacar a atuação do brasileiro Lucas, um gigante dentro de campo e também a ótima volta de Kuyt e os gols de Fernando Torres.

Se na quinta Gerrard marcou 3 gols e decidiu, ontem foi a vez de Torres guardar 2 e também decidir. Essa dupla é o que de melhor o Liverpool tem e andava meio apagada nos últimos tempos, não é atoa que esse ressurgimento vermelho se deve à melhora dos dois.

Agora é continuar acompanhando a temporada, e agora com muito mais esperança em títulos, que podem sim chegar à Anfield nessa temporada.

Chelsea 4 – 4 Liverpool / 20 anos da tragédia de Hillsborough

A eliminação

Chegou ao fim ontem a participação do Liverpool na Liga dos Campeões da Europa temporada 2008/09.
Os Reds que, historicamente, têm muita tradição dentro dessa competição acabaram sendo eliminados, pela segunda veza consecutiva por outro inglês: o Chelsea.
Como já havia dito no último post, na semana passada, jogando em casa (Anfield Road) o Liverpool até saiu na frente, com gol de Fernando Torres, mas permitiu a reação do Chelsea, que virou pra 3 x 1 e ficou em uma situação confortável para o jogo de volta, que seria em Londres (Stamford Bridge).
Mas pra quem pensava que a classificação dos Blues já estava certa se enganou, apesar de ter sido conrfimada não foi nem um pouco fácil consegui-la nesse segundo jogo.
Com gols de Fábio Aurélio e Xabi Alonso o Liverpool começou o jogo abrindo 2 x 0 e mostrando que poderia conseguir a vaga nas semi-finais, porém, como havia acontecido no primeiro jogo o Chelsea reagiu e conseguiu virar pra 3 x 2, mas os Reds ainda estavam vivos e reviraram o jogo (literalmente) chegando aos 40 minutos do segundo tempo com um placar favorável de 4 x 3, aos 44 minutos, Frank Lampard marcou o quarto gol do Chelsea, empatou o jogo e tirou o Liverpool da Liga.
O treinador red, Rafa Benítez disse na coletiva: Demonstramos caráter e qualidade e temos que estar orgulhosos. Os jogadores fizeram um trabalho fantástico.
E acho que o espírito é esse mesmo, apesar da derrota, o Liverpool jogo com muita raça e determinação até o fim, o jogo de ontem foi um dos melhores da história da Liga.
Agora o Chelsea segue e enfrenta o Barcelona de Messi nas semi-finais.
A Tragédia

E hoje é uma data histórica para o Liverpool, há exatos 20 anos, num jogo válido pelas semi-finais da Copa da Inglaterra, entre Liverpool x Nottingham, a superlotação de uma parte do estádio acabou causando a morte de 96 torcedores dos Reds.
São cenas impressionantes, que ficaram marcadas na história do futebol, e, apesar de tudo, tiveram seu lado bom: depois disso o futebol inglês passou por uma modernização e hoje é um dos melhores e mais modernos do mundo.
Porém isso não paga as 96 vidas perdidas na tragédia, por isso a tristeza fica e a data é lembrada até hoje com um memorial no estádio Anfield Road.
Obs.: A primeira foto do post é do jogo entre Liverpool x Blackburn, disputado no último sábado pelo Campeonato Inglês, os jogadores respeitaram um minuto de silêncio antes do jogo em homenagem as vítimas da tragédia de Hillsborough.

A segunda foto é de um torcedor do Liverpool no memorial da tragédia.
YNWA – SRN

O domingo dos camisas 9

O dia de ontem foi muito parecido para Flamengo e Liverpool.


No começo da tarde (as 14h, no horário brasileiro de verão) o Liverpool recebeu o Chelsea
de Felipão no Anfield Road com uma pressão enorme nas costas, nem eu nem nenhum outro
torcedor dos Reds aguentava mais ver o time empatar, foram tantos empates no mês de
janeiro que o Manchester United acabou assumindo a liderança da English Premier League.

Mas ontem, contra o Chelsea era o dia de ganhar.

E apesar de toda a pressão exercida durante boa parte do jogo, parecia que o que viria
seria mesmo mais um empate.

No começo do segundo tempo, a expulsão de Frank Lampard deu mais ânimo ainda ao Liverpool
que partiu pra cima do Chelsea.

O israelense Benayoun entrou bem, Kuyt, Torres e Gerrard incomodavam a meta de Petr Cech
mas o gol não saia.

Até que, aos 44 do segundo tempo, depois de muita espera, Fábio Aurélio cruzou da esquerda,
Fernando Torres se antecipou e cabeçeou pro fundo do gol do Chelsea, estava aberto o placar.

E logo depois, após falha de Ashley Cole, Benayoun roubou a bola, avançou e depois de uma
dividida, a bola acabou sobrando para “El Niño” Torres fazer o segundo e fechar o caixão
dos Blues.

Agora a vantagem do Man. United é de 2 pontos, mas o time de Sir Alex Fergunson ainda tem
um jogo a menos, apesar disso, depois dessa boa vitória sobre o Chelsea o Liverpool ainda
está na briga, e dá pra levar esse Campeonato Inglês sim.

Quem decidiu foi o CAMISA 9 Fernando Torres.

E um pouco mais tarde, as 17h, foi a vez do Mengão entrar em campo, pela 3ª rodada do
Campeonato Carioca, contra o Volta Redonda, em Volta Redonda.

Assim como nas duas primeiras rodadas o Flamengo não mostrou um bom futebol, teve várias
dificuldades pra se acertar dentro de campo e tomou alguns sustos do Voltaço.

Mas, também como tinha feito nas duas primeiras rodadas o Flamengo venceu novamente por um
gol de diferença.

E esse gol demorou pra sair, como no jogo do Liverpool.

Aos 42 do segundo tempo, Maxi fez boa jogada pela direita e cruzou, a bola passou por todo
mundo e sobrou na esquerda com Egídio que cruzou na área mais uma vez, dessa vez Josiel
antecipou e fez o gol.

Apesar das atuações fracas desse começo de temporada o Flamengo mantém o 100% de aproveitamento na Taça GB e caminha a passos largos para as semi-finais.

Foi o primeiro gol do artilheiro do Brasileirão de 2007, com a camisa do Flamengo, ele que
teve poucas chances na temporada passada entrou no segundo tempo e decidiu o jogo.

E assim como foi em Anfield, o CAMISA 9 decidiu.

E no caso do Flamengo isso é mais importante ainda.

Afinal Fernando Torres é um dos melhores, senão o melhor jogador do Liverpool, não precisa
provar nada a ninguém, já no Flamengo, apesar de algumas boas atuações de Souza,
principalmente na arrancada de 2007, há muito tempo que um camisa 9 não consegue se firmar
e fazer o que os camisas 9 geralmente fazem: gols.

Então é torcer pra que o Josigol possa realmente se firmar e que muitos outros gols saiam
dos seus pés, desde o começo da temporada acredito que o elenco do Flamengo tem muitos
bons jogadores meio “perdidos” dentro dele como Jônatas, Fierro e o próprio Josiel, é
preciso achá-los!

YNWA SRN