Arquivo diário: 12 de dezembro de 2012

Toda Nudez Será Castigada

Nu.
De frente pro absurdo
e às voltas com a poesia
todo mundo é nu.

Nu.
Em pêlo, em casa, em vida
visceral e singularmente
todo mundo é nu.

Nu.
Duas letras: um som e um corpo
na hora da verdade
todo mundo é nu.

Nu.
Com medo e com malícia
na cachoeira da memória
todo mundo é nu.

Nu!

Rogério Arantes