Le Rouge et Le Noir #14

Pra abir o mês aqui no Un Quimera o assunto não poderia ser outro que não o decisivo jogo de ontem entre Flamengo x Real Potosí pela Pré-Libertadores. O jogo, desde que foi marcado, no fim do ano passado, já se revestiu de enorme importância, afinal, valia vaga para a fase de grupos da maior competição de clubes das Américas.

Porém, no começo da temporada inúmeros problemas surgiram na Gávea e além da vaga na Libertadores o jogo de ontem parecia valer muito mais. Teria que ser uma afirmação de que esse time do Flamengo pode sim não apenas participar da Libertadores 2012, mas também buscar o título. A desconfiança de muitos e os problemas na Gávea ainda existem, mas a vaga está garantida. Falei um pouco sobre tudo isso no Confio no Mengão e reproduzo o texto aqui, pra abrir o último mês de férias:

Mengão na Libertadores

Geralmente escrevo meus posts nas segundas-feiras, mas essa semana eu tive que esperar a quinta-feira chegar pra falar sobre a partida de ontem contra o Real Potosí, jogo de volta da Pré-Libertadores.

O clima que envolvia essa partida era único: uma crise sem entrar em campo, que fez o começo de ano do Flamengo virar um deleite pra imprensa, principalmente pra aquela parte da imprensa que só quer ver defeitos, bagunça e desorganização no Flamengo. Sim, tudo isso existe lá na Gávea, é fato, mas não é só isso e as vezes fica parecendo que é só isso.

Salários atrasados e boatos de um novo técnico a parte ontem a noite o Flamengo tinha um objetivo claro: vencer, ainda que por 1 x 0, o modesto Real Potosí e conseguir a vaga na fase de grupos da Libertadores 2012.

O jogo não foi dos melhores, o Flamengo ainda precisa melhorar muito (as entradas do zagueiro Gonazález e de Vagner Love podem ajudar muito), mas o objetivo foi conquistado, ainda que com uma boa dose de drama.

O primeiro tempo foi todo do Flamengo, posse de bola, volume de jogo e tudo mais. O Potosí só se defendia e em muitos momentos tinha todos os seus jogadores atrás da linha do meio de campo. Isso dificultou e muito o Flamengo, que entrou naturalmente nervoso, querendo o gol a todo momento e com a torcida rubro-negra praticamente lotando o Engenhão, apoiando e muito o time.

As chances eram criadas, mas o gol não saia. O fim do primeiro tempo ia chegando e um drama desnecessário parecia ir se anunciando. Até que Bottinelli fez boa jogada pela direita e sofreu falta. Ronaldinho cobrou bem e Léo Moura, antecipando de cabeça, abriu o placar.

Na volta para o segundo tempo o jogo mudou, com o 1 x 0 a favor do Flamengo o Potosí ia sendo eliminado, então resolveu se abrir e começou a dar sustos no Flamengo. Apesar de não ter conseguido praticamente nenhuma chance realmente boa (a exceção foi uma boa cabeçada de Brittes que deixou Felipe apenas olhando a bola e torcendo pra ela sair) o time boliviano adotou uma postura bem mais ofensiva e o Flamengo não marcava tão bem quanto os bolivianos no primeiro tempo.

Com o jogo mais aberto Luxa apostou na base mais uma vez. As três substituições foram realizadas com a entrada de garotos da base: Muralha, Camacho e Negueba. Mais fôlego e velocidade ao time que não criou tanto, mas que num dos últimos lances do jogo conseguiu o segundo gol. Após muita briga de Negueba pra recuperar a bola e bom cruzamento de Ló Moura, Ronaldinho dominou, mandou entre as pernas do zagueiro e com muita tranquilidade tocou no canto do goleiro. Classificação assegurada e festa de R10 com a torcida.

O Flamengo agora está no Grupo 2, ao lado de Lanús, Emelec e Olimpia. Sinceramente considero esse um dos grupos mais complicados, ao lado do grupo do Vasco. Pra quem pensa que agora que a classificação pra fase de grupos veio a vaga nas Oitavas já é praticamente certa, está muito enganado. O Flamengo vai ter que jogar muita bola pra conseguir mais essa vaga. A começar pela partida de estreia, dia 15, em solo argentino, contra o Lanús.

Mas independente disso o resultado de ontem confirmou que o Flamengo, se quiser jogar, é um bom time que tem muito a evoluir e pode sim disputar de igual pra igual contra qualquer um essa Libertadores.

Resta saber agora se com Luxa ou com Joel. Se com Ronaldinho ou sem Ronaldinho. Todas essas polêmicas e pendências extra-campo, por mais que tenham sido esquecidas nos 90 minutos do jogo de ontem estão aí e melhor seria que até dia 15, dia da estreia na Libertadores, de fato, fossem resolvidas e o Flamengo pudesse continuar mais tranquilo a caminhada para o bi da América.

Amanhã tem jogo pelo Carioca, contra o Olaria. Isso mesmo, amanhã! Não me importo com isso, a vaga nas semi-finais do Carioca é quase certa, independente de qualquer resultado e mesmo que aconteça uma tragédia e ela não venha continuarei não me importando. É lindo ganhar Campeonato Carioca, mas já temos Cariocas demais, agora é hora de focar de uma vez por todas na Libertadores.

E ah, ontem foi só o primeiro show da torcida rubro-negra nas arquibancadas, a continuar assim os adversários vão sentir e muito a força dessa torcida.

SRN

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: