Poético Existencial

Enquanto aquela canção

não parar de ecoar

não será meu o poema.

Será esse o meu dilema?

Destilando toda poesia

nesta sala vazia

Lembro da história perdida

da conversa esquecida

da fala sofrida.

Enfim, de toda Ana e toda Maria

de todo Zé e todo João

do outro.

Da presença viva

que altera minha vida.

Dessa existência cruel

efêmera e inconstante

que sobrevoa o mundo

carne, osso e dinheiro

que penetra o diálogo

tese, síntese e antítese

que transa o poético

sutileza, amor e veracidade.

Rogério Arantes

2 pensamentos sobre “Poético Existencial

  1. Adorei – de novo. Vou ter de achar outra palavra pra não ficar repetitiva.
    Já disse como gosto de como seus textos são simples e verdadeiros. Esse poema ficou muito bonito, leve. E você falou tudo!
    Très Bien, messieur!

  2. Merci beaucoup, mademoiselle!

    Bom demais mesmo ver que você gostou tanto assim. Poema candidato a figurar na próxima publicação do MLSS.

    Como eu te falei apesar dos vários textos futebolísticos também iria existir espaço para o poético, o filosófico e por aí vai.. rs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: