Rabo de Urna #09

Hoje é dia do último Rabo de Urna.

Dia 3 próximo é dia de votar em um presidente, um governador, dois senadores, um deputado federal e um deputado estadual.

A série Rabo de Urna, desde que “nasceu”, possuia um objetivo único: conseguir um maior número de votos… CONSCIENTES.

Sei que é infímo o número de leitores do blog, mas que pelo menos estes consigam votar melhor, inclusive o próprio blogueiro. O que tentei transmitir é que antes de mais nada é PRECISO votar. Não vale a pena abdicar desse direito e ficar calado e de braços cruzados esperando alguma coisa acontecer ou então votar por votar, recebendo em troca algum favor ou coisa parecida também não é lá grande coisa.

As vezes é difícil acreditar que seu voto pode mudar alguma coisa, vendo tanta corrupção no cenário político, ou então não vendo nenhum candidato realmente bom, como é o meu caso que ainda não consegui me decidir em quem votar, mas mesmo assim o encontro com a urna é importante, acontece de 2 em 2 anos e não vale a pena ser desperdiçado.

Só que esse último Rabo de Urna não vai servir só pra ficar falando de uma coisa que todos já sabem, vai falar sobre uma polêmica que rolou nesses meses de propaganda política e que acabou sendo resolvida.

É a questão da censura ao humor dentro da Política. Atitude deplorável que estava em voga até pouco tempo atrás. Vários humoristas se organizaram a pra lutar contra tal situação, fizeram passeatas e coisas parecidas e acabaram conseguindo permissão para escracharem os candidatos, maneira muito interessante de se informar, sim, as vezes pelo humor se pode conseguir muitas coisas boas, afinal é um canal que abrange boa parte da população de uma maneira direta, sabendo usá-lo pode ser interessante.

E é aí que eu queria entrar: o humor tem que ser usado de maneira adequada, no lugar adequado.

Porque nessas Eleições (já deve ter acontecido coisas parecidas em outras Eleições também, mas enfim) parece que o humor tá no Horário Político. O maior exemplo disso é a febre do “candidato abestado”:

Todo mundo fala do Tiririca – 2222. Numa boa, não dá pra levar a sério. Até achei bem legal essa propaganda, engraçada e tudo mais, só que candidatos assim, se eleitos, não têm CONDIÇÕES de proporcionar algo melhor para o eleitor, não porque eles não queiram, simplesmente porque não podem.

Além dele existem outros exemplos que volta e meia você vê nos horários políticos por aí.

Outra coisa que vale abordar no post, já que falamos de humor, é um outro vídeo que ficou bem famoso também, na verdade também é extraído do Horário Político:

Humor a parte, a ideia principal é ressaltar que o humor é uma arma poderosa quando se fala de Eleições, mas saber usá-la é necessário.

Urna agora só dia 3 de outubro, fim de mais uma série no Un Quimera.

Um pensamento sobre “Rabo de Urna #09

  1. Ivan disse:

    Parabéns pela abordagem do tema valorizando o humor como forma, também, de informação – mas que precisa saber seu lugar e sua hora.

    Sobre o tema dos candidatos ignorantes, escrevi este texto:
    http://oglobo.globo.com/opiniao/mat/2010/09/14/candidatos-ignorantes-917628833.asp

    Abraço e boa votação em 3 de outubro!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: