Escrevivendo

Esse post era pra ser exclusivamente um poema que escrevei, chamado “Escrevivendo”, vai ser isso também, mas além disso esse post é o primeiro do Un Quimera em seu novo lar.

Sim, depois de 1 ano e 7 meses no Blogger, resolvi trazer o Un Quimera pro WordPress, espero estar melhorando o blog, aos poucos vou aprendendo a mexer com as ferramentas do novo hospedeiro e vou melhorando o blog cada vez mais…

Agora sim, o poema:

Escrevo versos sob a meia luz
de um quarto todo desarrumado
Escrevo a vida de quem pensa muito
e fala muito, as vezes até demais
Pessoas que passam por mim
e não apenas passam, mas deixam um pouco de si
Gestos, olhares, palavras, lembranças
Escrevo as ruas desertas de uma cidade
os ônibus lotados da outra, tão cheia e vibrante
Os restos de cada prato, o troco de cada bolso
Escrevo hoje o que pensei ontem
Ontem, o que pensarei amanhã?
Escrevo a alegria de quem vive
e sabe que viver é o meio mais sagaz
de se conseguir tudo que se quer:
Felicidade e muito molho
Amor puro, sem “egotóxicos”
O que eu escrevo é o que eu tenho.
O que eu escrevo é o que eu amo.
O que eu escrevo é o que eu sinto.
Rogério Arantes

3 pensamentos sobre “Escrevivendo

  1. Ivan disse:

    Gostei do poema!

    Parabéns, Rogério!

  2. Obrigado, Ivan!

    Nazismo nunca mais hein!!

    kkkkkkkkk

  3. Tinti disse:

    pow cara… muito bom… me induz a refletir sobre a palavra na ação do ser humano…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: