Um campeão inédito virá…


Confesso que fiquei muito desanimado com a Copa depois da eliminação da Seleção Brasileira, tanto que de lá pra cá não tinha postado nada aqui no Un Quimera.

Mas vou falar hoje um pouco sobre o que achei das semi-finais, amanhã tem a disputa do 3º lugar e no domingo a grande final, assuntos que tratarei também.

As semi-finais foram bem distintas uma da outra.

Na terça-feira um aguerrido Uruguai foi batido por uma insossa Holanda. Sim, a equipe sul-americana encarou de frente a poderosa Laranja, não se acovardou mas logo no início do jogo sofreu um duro golpe, um chutaço do capitão holandes Van Bronckhorst foi parar no fundo do gol de Muslera, Holanda na frente.

Ainda no primeiro tempo o Uruguai chegou ao empate, com um gol do seu principal jogador (que foi também um dos principais nomes dessa Copa), o camisa 10 Diego Forlán.

Mas no segundo tempo mesmo não apresentando um bom futebol a Holanda chegou a vitória com gols de seus craques: primeiro Sneijder, em um lance onde Van Persie estava em posição irregular e participou da jogada, mais um erro de arbitragem da Copa. E depois com Robben, de cabeça.

Com o 3 x 1 no placar tudo já parecia ganho, mas o Uruguai não desistia e um gol de Maxi Pereira já no fim pôs fogo no jogo, até o último minuto a Celeste lutou, mas ficou pelo caminho.

Já na quarta, o tão esperado confronto entre Espanha x Alemanha não proporcionou tantas emoções.

Uma irreconhecível Alemanha sucumbiu diante de uma Espanha que se superou da derrota na estreia e pouco a pouco foi conquistando essa merecida vaga na final.

Os gols vinham saindo quase todos dos pés do artilheiro David Villa, mas dessa vez quem decidiu foi o zagueirão Carles Puyol, que com uma certeira cabeçada fez a alegria espanhola e mais uma vez deixou os tão tradicionais e vencedores alemães caídos diante da amarelona Espanha, primeiro na Euro 2008 e agora na Copa 2010.

Holanda x Espanha farão uma final inédita, e um deles entrará para o hall de campeões mundiais.

A Holanda está com 100% de aproveitamento no Mundial, apresentou um bom futebol na primeira fase, mas tanto nas quartas contra o Brasil, quanto nas semi contra o Uruguai contou com uma boa dose de sorte, isso não tira o mérito da “Laranja Mecânica” que depois das derrotas nas finais de 1974 e 1978 espera quebrar essa sina e enfim vencer a Copa.

A Espanha como já disse começou com uma derrota para a Suíça, porém isso ao invés de desanimar os comandados de Vicente Del Bosque os deu um ânimo novo e depois disso venceram todas, é bem verdade que com exceção das vitórias sobre Honduras e Chile na primeira fase todas as outras foram por 1 x 0. Mas isso também não tira o mérito espanhol, talvez os grandes favoritos antes do início do Mundial podem confirmar esse favoritismo e pela primeira vez serem campeões mundiais.

Agora é esperar a final. Meu palpite e minha torcida ficam com a Espanha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: