Conseguimos conquistar com braço forte…


A Seleção Brasileira fez ontem seu segundo jogo na Copa do Mundo e ao contrário do que muitos esperavam o time comandado por Dunga jogou bem durante algum tempo e venceu sem maiores dificuldades aquela que é considerada a melhor seleção africana de futebol da atualidade (pelo que mostrou ontem o ramo das lutas pode abrigar também o time de Sven Goran Eriksson).

Logo no início do jogo Robinho teve uma grande chance e quase abriu o placar, porém nos minutos seguintes a seleção africana adiantou sua marcação e não deixou o Brasil jogar. Robinho e Kaká tinham de voltar a todo momento para auxiliar os volantes e dava a impressão de que a Costa do Marfim poderia complicar as coisas para a nossa seleção.

Porém não demorou muito para o ataque brasileiro funcionar, em boa jogada de Kaká, Luis Fabiano recebeu na frente e fuzilou o gol de Barry, aos 25 minutos do primeiro tempo, Brasil 1 x 0.

O gol deu mais segurança para a Seleção Brasileira e desanimou o time marfinense, até o fim do primeiro tempo o que se viu foi o Brasil buscando o segundo gol sem muita objetividade e os marfinenses sem aquela marcação tão forte do início do jogo.

Na volta para o segundo tempo o Brasil melhorou, mesmo sem nenhuma alteração o time pareceu mais ligado e logo aos 5 minutos um golaço que gerou muita polêmica.

Luis Fabiano recebeu na aŕea passou por vários marcadores, fez uma bela jogada e tocou de esquerda no cantinho do gol, fazendo talvez o gol mais bonito dessa Copa, porém em duas no lance ele usou o braço para dominar a bola, daí o título do post em tom de brincadeira, acredito que um gol tão bonito mesmo irregular não merecia mesmo ser anulado. Enfim, foi aí que o juiz Stephanne Lannoy começou a se complicar.

Pouco depois do segundo gol surgiu o terceiro, o Brasil dominava o jogo e em mais uma boa jogada de Kaká, Elano apareceu na aŕea como elemento surpresa e tocou no canto, Brasil 3 x 0.

A Costa do Marfim ainda conseguiu diminuir com um gol de cabeça do principal jogador do time, o atacante Didier Drogba, muitos reclamaram da imobilidade de Júlio César no lance, acho que essa reclamação não tem fundamento, a cabeçada foi perfeita, no chão, no canto, indefensável, Júlio não teve culpa, ainda é o melhor goleiro do mundo e está muito bem na Copa.

Tudo caminhava para um fim de jogo tranquilo, mais uma vitória brasileira e dessa vez, como era de se esperar com um futebol mais convincente, porém o time da Costa do Marfim começou a apelar para um futebol violente, inúmeras foram as chegadas maldosas dos marfinenses e o árbitro deixava isso rolar com conivência, se complicou ainda mais.

Kaká, visivelmente nervoso e incomodado por isso recebeu o cartão amarelo e poucos minutos depois, após um encontrão normal com o meio-campista Keita foi expulso por Lannoy, Keita simulou uma agressão e o árbitro caiu na dele, muita reclamação por parte dos brasileiros e o nosso camisa 10 fica fora do confronto contra Portugal.

Essa talvez tenha sido a maior polêmica do jogo, e a minha opinião sobre isso é a seguinte: está claro que Kaká não teve intenção nenhuma de agredir ninguém, nunca tinha visto ele ser expulso e não acho que seria numa Copa do Mundo que ele faria isso de propósito, nervoso é claro que ele estava e quem não estaria?

Aí então questionam Dunga, por que não tirar Kaká de campo? Concordo, essa seria a atitude mais correta, mas será que a culpa pela expulsão é exclusiva do treinador? Na minha opinião o grande vilão da história foi o árbitro, ele prejudicou a si próprio e também a nossa Seleção.

No fim a impressão que fica, pelo menos pra mim, é que esse time pode ir longe, são muitas as reclamações e as contestações, mas os resultados estão aí, a classificação já assegurada na segunda rodada desse grupo que não era tão fácil como os das Copas de 2002 e 2006. E o bom futebol, que eu também considero importante, aos poucos vai aparecendo.

Na sexta chega a hora do confronto mais complicado da primeira fase ,o duelo contra Portugal, é bom chegar a esse jogo já classificado, mas não é por isso que a Seleção pode se acomodar, jogar sem Kaká vai ser ruim por uma lado, afinal ele evoluiu nessa segunda partida e poderia dar prosseguimento a essa evolução jogando contra os lusos, mas bom por outro lado, será interessante ver como a seleção vai se portar sem o camisa 10 em campo. Com Júlio Baptista? Ramires mais recuado? Nilmar ao lado de Robinho e Luis Fabiano?

É esperar pra ver e enquanto isso durante a semana comento um pouco sobre os outros jogos, hoje já tivemos dois confrontos interessantes: o massacre luso na Coreia do Norte e a vitória chilena quebrando o forte bloqueio suíço, e confirmando a grande fase das seleções latinas nessa Copa do Mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: