Arquivo mensal: dezembro 2009

Você

Você é…
O fruto de um amor verdadeiro e abençoado,
uma vida nova que abriguei no ventre,
choro suave que interrompia madrugadas de sono,
sorriso doce espalhando otimismo no lar.

Você é…
desenvolvimento sadio,
autor de peraltices e anedotas,
menino travesso e cativante,
semente de honestidade,
promessa de homem realizado e vitorioso,
razão de lutas e conquistas minhas.
Ser humano que devo educar.

Você é…
meu filho!

Esse poema está presente no livro “Nas Asas do Pensamento”, primeiro e único livro lançado por minha, contém somente poesias de autoria dela, e hoje, dia 29 de dezembro, seria aniversário dela, mas há 10 anos ela se foi, fica aqui essa homenagem pra essa mulher com quem eu pouco convivi, mas sei que fez tudo por mim e que se orgulharia muito em ver seu único filho também escrevendo poemas.

“Mãe, o amor que eu tenho por você é seu, oh, mãe, o amor que eu tenho por você é seu, como é seu o meu aniversário.”

A Lente e a Janela

É com um curta do Porta Curtas que o Un Quimera deseja um Feliz Natal a todos, o curta é bem interessante, é quase uma metalinguagem de uma menina com uma câmera na mão, que olha pela janela e filma, e vê muitas coisas, não dá pra descrever muito, só vendo e ententendo mesmo:

É tudo azul e grená!

Ontem, definitivamente o Barcelona provou que é na atualidade o melhor time do mundo, tenho que reconhecer isso.
Nem o mais otimista torcedor catalão poderia imaginar uma temporada tão boa como essa 2008/09.
Simplesmente tudo o que o Barça disputou ele venceu: Campeonato Espanhol, Copa do Rey, Liga dos Campeões da Europa, Supercopa da Europa, Supercopa da Espanha e por fim o Mundial de Clubes da FIFA.
E foi com muita técnica, raça e esforço que a equipe do jovem treinador Pep Guardiola venceu todas essas competições.
A coroação final veio ontem em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos.
Como era de se esperar mais uma vez a final do Mundial de Clubes foi decidida entre o campeão da Libertadores e o campeão da Liga dos Campeões da Europa.
Ambos chegaram na final depois de enfrentar algumas dificuldades nas semi-finais: o Barcelona saiu perdendo para o Atlante do México, logo aos cinco minutos de jogo, mas virou pra 3 x 1, com gols de Messi, Busquets e Pedro e conseguiu a vaga na final. Já o Estudiantes também sofreu para vencer o Pohang Steelers, da Coreia, 2 x 1, com três jogadores da equipe asiática expulsos.
Na final, muita tensão dos dois lados, o jogo começou morno, sem grandes chances para nenhum time, a marcação forte impediu que Messi, Ibrahimovic e Verón, os principais jogadores dos dois times, fizessem um grande jogo.
Nenhuma equipe tinha domínio do jogo no primeiro tempo, mas no fim da etapa inicial, mais precisamente aos 37, cruzamento na área do Barça e gol de cabeça de Mauro Boselli, a bola passou por Puyol e na disputa com Abidal o atacante argentino levou a melhor e levou os torcedores do Estudiantes a loucura, ele já havia feito o gol do título na final da Libertadores contra o Cruzeiro e parecia que este poderia ser outro gol que valia título.
Mas na volta para o segundo tempo tudo mudou. A entrada de Pedro no ataque catalão deu mais vida a equipe de Guardiola que passou a atacar o Estudiantes e a dominar o jogo.
A equipe argentina se retraiu muito, na esperança de conseguir segurar o resultado de 1 x 0. Mas o Barça era forte, mesmo com muita marcação do lado argentino e pouca objetividade do lado espanhol, a pressão era muito grande para ser aguentada.
Até que aos 44 do segundo tempo, o jovem Pedro, também de cabeça empatou o jogo, era mesmo uma questão de tempo e este gol abateu e muito o Estudiantes que foi muito abatido e muito cansado para a prorrogação.
Prorrogação que continuou numa tônica parecida com a do segundo tempo do tempo
normal, Barça no ataque agredindo o Estudiantes. O jovem Jeffren entrou bem na vaga de
henry e infernizou o lado direito da defesa argentina. No fim do primeiro tempo o 1 x 1
permaneceu.
Na volta para os últimos 15 minutos de jogo é que tudo mudou. Com 5 minutos Daniel Alves, peça importantíssima nessa temporada do Barça, cruzou na área e aí apareceu a peça mais importante na temporada, Lionel Messi, de peito, de coração ele se antecipou a zaga e colocou a bola no fundo do gol de Albil, era a virada do Barça, o gol do título, daquele que foi o artilheiro do Barcelona na temporada e que será, sem nenhuma dúvida, o melhor jogador do mundo nesta temporada.
Depois disso o Estudiantes, muito aguerrido, até tentou o empate e no último lance do jogo uma cabeçada do zagueiro Desábato passou muito perto do gol de Valdés, mas não tinha jeito, o título era mesmo do Barça.
Festa azul grená, lamentação alvirrubra, assim como na temporada passada, quando o Manchester venceu a LDU, mais uma vez o título do Mundial de Clubes fica na Europa, e de maneira muito merecida, volto a afirmar sem nenhum medo o Barça é o melhor time do mundo, é muito equilibrado, técnico e também conta com muita raça.
Uma temporada inesquecível para a Catalunha.

Copenhague

Este poema será relembrado no post dos acontecimentos…
Condições que são alteradas
Fumaça que sobre pro ar
Calor que esquenta mais e mais
Economia um tanto reticente
Acordos de variados tipos
Mobilização dos líderes
Rotas que são alteradas
Esperança geral exacerbada
Frustração total formalizada
Tudo isso junto num só lugar
Rogério Arantes

D2 e preste atenção!

Vou falar de música hoje, e venho com uma mistura daquelas!
“É hip hop com samba haha é hip hop que vem do Rio de Janeiro uma batida de funk, um DJ e um pandeiro”
Sim, falo hoje Marcelo Maldonado Peixoto, ou, se preferir, Marcelo D2.
Um rapper brasileiro de primeira qualidade, que surgiu com a polêmica banda Planet Hemp, onde já mostrou todo o seu lado subversivo e verborrágico, ao lado de B Negão, Marcelo surgiu para o cenário nacional com músicas como Contexto, Legalize já e, principalmente, Mantenha o Respeito que já moldaram a sólida imagem de D2 no mundo do rap.
Depois dos álbuns Usuário, Os Cães Ladram mas a Caravana não Pára e A Invasão do
Sagaz Homem Fumaça, a banda acabou e D2 partiu para a carreira solo.
Aí surgiram novos álbuns, Marcelo não esqueceu de suas origens “hempa” mas foi na sua carreira solo que ele descobriu um novo mundo para suas músicas: o mundo do Samba.
Vieram então os álbuns Eu Tiro é Onda, A Procura da Batida Perfeita, Meu Samba é
Assim e A Arte do Barulho.
Todos de muita qualidade musical, com partipações de artistas renomados como Alcione, Zeca Pagodinho, Arlindo Cruz, Seu Jorge, entre outros.
De todos os álbuns dele, A Procura da Batida Perfeita e Meu Samba é Assim são, com certeza os que eu mais ouvi, o primeiro, com 11 faixas contém os hits Vai Vendo, A Procura da Batida Perfeita e Qual É?, o segundo talvez não tenha feito o mesmo sucesso, mas também possui várias músicas muito boas: É Preciso Lutar, Dor de Verdade, That’s What I Got e Gueto, dentro outras.
Desculpem o trocadilho mas escutar Marcelo D2 pra mim é como se fosse um vício.
As suas músicas misturam rap com samba, responsabilidade social com amor, malandragem com humildade, são misturas perfeitas que combinam muito bem comigo.
E sem hipocrisia, não dá pra falar de D2 sem falar do vício, da maconha, ele é um usuário assumido e faz muito bem em ser assim, não tem o que esconder e usa da maconha também em várias de suas músicas.
Pra fechar o post o clip de Numa Cidade Muito Longe Daqui, uma parceira de D2 e Leandro Sapucahy, saca só essa letra:

Quero cantar ao mundo inteiro a alegria de ser rubro-negro

Posso até estar sendo repetitivo falando mais uma vez do hexacampeonato brasileiro conquistado pelo Mengão, mas acredito que vale a pena, não é todo dia que a gente vê o nosso time campeão brasileiro, foram 17 anos de espera e agora a festa tem que se estender…

Vai aqui um vídeo muito bom sobre o jogo, a festa e principalmente a torcida do Mengão:
Conte comigo Mengão!

Soneto de Chegada

Dois minutos que cheiram gasolina
alguns cadernos com sabor de menta
computador de tela sonolenta
um olhar que serve de morfina
São meros detalhes de uma rotina
vida recheada que não se inventa
e pensando em nada se experimenta
um encontro casual numa esquina
Um paradoxo de vontades suas:
És sina minha ou minha harmatia?
tênue linha de quimeras cruas
Sinto o sol da noite, a lua do dia
e na verdade quero mesmo as duas:
nostalgicamente chego a alegria
Rogério Arantes

Eu quero ser processado!

Hoje é dia de falar sobre algo gigantesco dentro da minha história em relação a futebol.
Pela primeira vez (espero que seja a primeira de muitas) vi, com meus próprios olhos, o meu time ser campeão brasileiro.
Há 17 anos (minha idade, por sinal) o Flamengo não vencia um Campeonato Brasileiro, mas o tabu foi quebrado e a alegria que eu senti quando fiquei sabendo (na viagem de volta pra minha cidade, depois de fazer a prova do ENEM) foi indescritível!
A semana inteira foi de ansiedade e expectativa, sabia que estava me aproximando de um momento que ficaria marcada e por tudo isso a semana pareceu durar os 17 anos de jejum do Flamengo, o tempo não passava e a expectativa crescia.
Chegou o fim de semana, as provas do ENEM e enfim o jogo.
O jogo, que muitos davam como ganho não foi nada fácil, o Grêmio, ao contrário do que queriam os seus torcedores não entregou, jogou com seriedade e saiu na frente do placar, com o garoto Roberson.
Mas o Flamengo, mesmo não tendo apresentado um bom futebol nesta última partida do campeonato conseguiu se impor, empatou rápido com o zagueiro David, ainda no primeiro tempo e voltou melhor no segundo tempo, quando o outro zagueiro, Ronaldo Angelim subiu de cabeça pra marcar o gol do título.
Depois do gol o Grêmio ainda tentou pressionar e buscar o empate, mas não tinha mais jeito o hexa havia chegado a Gávea.
Bom falar em hexa, até porque o presidente do Sport disse que processaria todos que dissessem que o Flamengo é hexa, pois considera o título de 1987 do Sport.
É aí que entra o título (seja deste artigo, seja do Flamengo), eu quero muito ser processado, porque pode ter certeza de que ainda vou dizer muitas vezes que o Flamengo é HEXACAMPEÃO brasileiro!
Além disso quero deixar os parabéns para todo o elenco, comissão técnica e diretoria rubro-negra, tão chutados e zoados nos períodos em que o Flamengo ia mal, agora merecem todo o respeito e reconhecimento também.
E parabéns para nós, rubro-negros de sangue e alma, nós que fazemos a festa, que pintamos a cidade de vermelho e preto e que, principalmente, gritamos: É HEXA!

A sorte está lançada

Ontem, na Cidade do Cabo, África do Sul, foram sorteados os grupos da próxima Copa do Mundo.
Em um evento que contou com inúmeras amostras da cultura do povo africano e com a participação de várias estrelas do mundo da bola, a Copa praticamente começou.
O sorteio dos grupos sempre gera muita expectativa, aquela vonade de pegar adversários fracos no começo e o medo de alguma pedreira logo de cara.
Diferentemente das duas últimas copas quando o Brasil teve Turquia, China e Costa Rica (2002) e Croácia, Austrália e Japão (2006) na fase de grupos desta vez a Seleção Canarinho vai pegar adversários teoricamente mais fortes nos primeiros confrontos.
Outro destaque deste sorteio, que na verdade não tem grande importância em relação ao futebol são os “grupos colônias”.
Parece estranho mesmo, mas foi uma curiosidade que eu notei: o grupo C conta com Inglaterra e Estados Unidos, o grupo G com Portugal e Brasil e o H com Espanha, Honduras e Chile.
Como falei isso não tem a mínima importância no quesito futebol.
Mas já que é pra falar de futebol, então vamos lá, vou dar aqui os grupos e os meus palpites de quem serão os dois classificados de cada grupo:
GRUPO A
Grupo bem complicado, que conta com os anfitriões sul-africanos e com outras três seleções que impõem respeito: o México, que sempre dá trabalho em Copas e dois campeões mundiais, que não passam por momentos tão bons mas têm bons jogadores e muita tradição.
Palpite:
1 – França
2 – África do Sul
3 – México
4 – Uruguai
GRUPO B
A Argentina que sorfeu muito para chegar até a Copa caiu em um grupo não tão difícil. A Nigéria que também não teve vida fácil nas Eliminatórias contará com a torcida africana, Coreia do Sul e Grécia aparecem um pouco atrás, apesar da equipe europeia ter alguns bons valores individuais.
Palpite:
1 – Argentina
2 – Nigéria
3 – Grécia
4 – Coreia do Sul
GRUPO C
Outro grupo teoricamente fácil para o cabeça de chave, no caso a Inglaterra de Fabio Capello. Os EUA depois de terem chegado a final da Copa das Confederações do ano passado eliminando a Espanha nas semi-finais e dando muito trabalho para o Brasil na final, aparecem como segunda força di grupo. Eslovênia e Argélia devem ser meros figurantes.
Palpite:
1 – Inglaterra
2 – EUA
3 – Argélia
4 – Eslovênia
GRUPO D
Este já é um grupo um pouco mais complicado do que os dois anteriores. A tradicionalíssima Alemanha aparece como favorita, mas, com exceção da Austrália que não tem uma grande seleção terá dois bons adversários: o futebol da Sérvia é muito bom e Gana mostrou na última Copa que pode chegar e além disso, jogará em “casa”
Palpite:
1 – Alemanha
2 – Sérvia
3 – Gana
4 – Austrália
GRUPO E
Este pra mim é o “grupo da morte”. Para muitos a Holanda não seria cabeça de chave, foi e talvez tenha pegado um grupo mais complicado do que pegaria se não tivesse sido. O Japão não tem um time muito técnico, mas é veloz e experiente, a Dinamarca volta a uma Copa do Mundo depois de uma boa Eliminatórias e enfrentar a Seleção Camaronesa em solo africano não deve ser nada fácil.
Palpite:
1 – Holanda
2 – Camarões
3 – Dinamarca
4 – Japão
GRUPO F
Os atuais campeões mundiais não pegaram um grupo muito difícil. A Nova Zelândia talvez seja a seleção mais fraca tecnicamente de toda a Copa, a Eslováquia se classificou no sacrifício. O Paraguai aparece bem, depois de uma sólida eliminatória.
Palpite:

1 – Itália
2 – Paraguai
3 – Eslováquia
4 – Nova Zelândia
GRUPO G
O grupo do Brasil. A estreia teoricamente será facil, a Coreia do Norte é outra seleção muito fraca tecnicamente que não chegava a uma Copa do Mundo desde de 1966. Mas depois disso serão dois jogos complicados: a Costa do Marfim, que terá torcida e experiência adquirida na última Copa e Portugal, que se classificou no sufoco, mas possui uma equipe muito forte.
Palpite:
1 – Brasil
2 – Costa do Marfim
3 – Portugal
4 – Coreia do Norte
GRUPO H
A Espanha, uma das favoritas ao título caiu em um grupo fácil. A seleção de Honduras não deve oferecer muito trabalho, o Chile que teve bons jogos nas Eliminatórias pode atrapalhar, mas não é uma seleção das mais fortes. A Suiça que saiu da Copa de 2006 sem tomar gols também deve brigar pela segunda colocação no grupo.
Palpite:
1 – Espanha
2 – Chile
3 – Suiça
4 – Honduras
Agora é esperar 11 de junho de 2010, data da abertura oficial da Copa do Mundo e ver se os meus palpites estão bons ou não.