Euforia

Um post que vai aqui pro Un Quimera e também pro Confio no Mengão.
Como o próprio título já diz é um post eufórico, onde deixo transparecer minha torcida, o lado
passional que tem que ser inevitável quando se fala de futebol, pelo menos penso assim, lá vai:
Mais um domingo.
E em reta final de Campeonato Brasileiro os domingos são diferentes, vêm carregados de maiores emoções. E quando o jogo de domingo é um clássico de rivalidade história tudo é maior: as provocações, a importância do jogo, a emoção etc…
E nesse domingo não foi diferente, Atlético/MG x Flamengo fizeram um jogo que foi cercado de expectativas de ambos os lados na semana que passou.
E bastaram 10 minutos para que um dos astros do espetáculo, o camisa 43 Petkovic mostrasse todo seu talento.
Fez um gol que pra muitos é difícil e raro de fazer, mas que pra ele já se tornou algo normal. Escanteio cobrado direto, entre o goleiro e o zagueiro atleticano, o placar estava aberto.
Antes do gol de Pet o alvinegro até tomou atitude e chegou ao gol rubro-negro, mas o gol não saiu.
E depois do gol o Flamengo se tranquilizou, a defesa mostrava seriedade e solidez, o meio campo sabia cadenciar bem o jogo e o ataque, quando chegava, chegava com objetividade e perigo.
Numa dessas, Maldonado (el hombre invisible) veio de trás, cortou o zagueiro atleticano e aumentou o placar, final de primeiro tempo 2 x 0.
Nem mesmo o gol de Ricardinho, logo aos 4 minutos de segundo tempo conseguiu fazer com que o Galo reagisse.
As saídas de Aírton (que, diga-se de passagem, vem fazendo grandes jogos) e de Petkovic poderiam até desestabilizar o time mas ambos entraram muito bem. Toró substituiu o camisa 5 com a mesma raça e pegada e o chileno achou o mapa da mina pela direita.
Chegava e sempre assustava e, numa dessas, aos 36 do segundo tempo que Fierro colocou uma bola na cabeça de Adriano, para fechar o placar: 3 x 1.
Enquanto isso Diego Tardelli do outro lado do campo via o Imperador se igualar a ele na artilharia da competição com 18 gols.
Inapelável. O Flamengo fez um grande jogo, digno de campeão, calou a torcida atleticana num Mineirão lotado e, por forças próprias se credenciou a não mais disputar uma vaga no G4, mas sim o hexa.
Na humildade característica de Andrade o Flamengo agora é candidato ao título sim. Serão 4 jogos difíceis, mas serão 4 jogos que poderão levar o Flamengo a mais uma glória.
Independente dos resultados dos adversários diretos ao título o Flamengo está focado, e a união torcida-time está muito forte!
Jogos como esse contra o Atlético/MG engrandecem ainda mais o orgulho de ser rubro-negro e trazem a alegria e a euforia a tona.
Euforia em São Gonçalo do Sapucaí, euforia nas Minas Gerais, euforia no Rio, euforia no Brasil!
O Flamengo vem chegando forte na humildade e digo sem hipocrisia: RUMO AO HEXA!
SRN

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: