Arquivo mensal: maio 2009

Os "acontecimentos" de maio/2009

Fim do mês de maio, e mais dois “acontecimentos”, um envolve a morte de um grande
dramaturgo brasileiro e o outro é em relação a corrida nuclear da Coreia do Norte.
A morte de Augusto Boal

Eu não sou nenhum grande conhecedor de teatro. Como aqui na minha cidade um teatro simplesmente não existe, eu só assisti uma peça de teatro, dentro de um teatro, uma vez na vida, a peça foi Dom Casmurro.
Por que faço essa pequena introdução?
Porque um dos acontecimentos do mês, ocorrido no dia 02, foi a morte de um dos maiores diretores de teatro que o mundo já viu.
Augusto Boal, nascido em 16 de março de 1931, no Rio de Janeiro, estudou Engenharia Química e Dramaturgia em Nova York, e voltou ao Brasil com a vontade de revolucionar o teatro aqui.
A partir de 1956 passa a integrar o Teatro Arena, em São Paulo, onde juntamente com Gianfrancesco Guarnieri e outros monstros do teatro começa a mostrar quem é, e o que são suas ideias.
Com o fim do Teatro Arena, no final da década de 1960, surge o grande projeto da vida de Boal: O Teatro do Oprimido.
Baseado nessa declaração de Boal: “o Teatro do Oprimido é o teatro no sentido mais arcaico do termo. Todos os seres humanos são atores – porque atuam – e espectadores – porque observam. Somos todos ‘espect-atores”, o Teatro do Oprimido utiliza-se de técnicas estéticas teatrais para discutir questões políticas e sociais.
Na década de 1970, quando foi exilado em Lisboa, Chico Buarque compôs Meu Caro Amigo, pra quem não sabe, o amigo em questão é Augusto Boal.
No ano passado Boal foi indicado ao prêmio Nobel da paz, e pela primeira vez foi comemorado o Dia Mundial do Teatro do Oprimido, no dia 16 de março, mesmo dia do nascimento de Boal.
Pouco conheço de sua obra, mas já vi quem entende de teatro elogiar muito o Boal, e por tudo que se vê na internet também, dá pra perceber que ele é mesmo o cara, antes de diretor ou dramaturgo, um cidadão, que sempre lutou, e sua arma era o teatro, brasileiros assim merecem inúmeras homenagens, o Un Quimera deixa como homenagem palavras do próprio Augusto Boal:
“Eu só tenho um sonho. É sonhar durante toda a minha vida, esse é o meu primeiro sonho. Eu sonho com solidariedade entre homens e mulheres, negros e brancos. Solidariedade entre países, solidariedade para cria ética. O que nós pensamos as vezes é que não existe uma diferença entre moral e ética. Moral são os costumes. Já foi moral comprar um ser humano. Então, eu não sou moralista. Porque eu sei que moral é uma coisa horrível. Mas eu sou ético. Nós precisamos criar a ética como “ethos”, em grego significa o caminho para algum tipo de perfeição. E no meu caso é solidariedade, é diálogo, democracia, a real democracia e não a que vemos. O que eu quero não é cumprir, porque cumprir é o fim. Eu quero continuar. Não sabemos aonde o caminho nos leva, mas sabemos a direção que queremos seguir. Isso que eu quero: não terminar, mas seguir o caminho.”
Coreia do Norte: Sem acento e com testes nucleares
A questão do programa nuclear norte-coreano é muito complexa, e muita mais extensa do que um “acontecimento”, daria pra fazer posts e posts falando sobre o assunto, mas me atenho ao ocorrido no dia 25: a Coreia do Norte confirmou o seu segundo teste nuclear subterrâneo, o primeiro foi feito em 2006, e as informações dizem que este de 2009 foi ainda mais potente.
Falando por alto, para se ter uma noção do assunto, é mais ou menos assim: Frutos da Guerra Fria, as duas Coreias representam bem a polaridade encontrada no mundo daquela época.
A Coreia do Sul é capitalista e recebe o apoio dos EUA, arrasada na Guerra da Coreia (1950-53), chegou a um nível de pobreza muito alto, compatível com o dos países africanos, porém, atualmente as coisas lá melhoraram muito.
Já a Coreia do Norte é comunista, recebeu apoio da URSS durante a Guerra Fria, e possui uma forte política militarista, a questão nuclear entra aí, mas, devido a ser um dos raros países comunistas dos dias de hoje, a Coreia do Norte acaba ficando isolada, o que resulta num empobecrimento da população.
Após analisadas as diferenças entre as Coreias agora falo mais especificamente da Coreia do Norte.
Pode-se dizer que em 1960, em Yongbyon, tudo começou.
Quer dizer, foi nessa data e nesse local que começou a construção do primeiro complexo de pesquisa nuclear na Coreia do Norte.
De lá pra cá muita coisa aconteceu nessa área, testes, encontros, acordos.
Um fato marcante aconteceu em 2002, quando o então presidente estadunidense, George W. Bush colocou a Coreia do Norte ao lado de Irã e Iraque, no chamado “Eixo do Mal”.
Polêmicas a parte, na prática, o que se vê atualmente é o seguinte: A Coreia do Norte tem uma ótima reserva nuclear, isso é fato, mas o regime comunista não está funcionando, e a fome e o subdesenvolvimento estão assolando boa parte da população, para a ótima reserva nuclear não passar de uma reserva e ficar bem guardada, a ONU, os EUA só precisam continuar fornecendo ajuda, principalmente contra a fome.
Acho que é isso, finda o mês de maio e os “acontecimentos” estão aí.

Soneto ao Largo

E voltemos ao Largo do Rosário
A festa do rico e do operário
Com as barracas cheias de bebidas
Vodca, energético e muitas batidas
Na roleta rola muito dinheiro
E shows chamam a atenção do festeiro
Quando se faz tudo exagerado
Só se quer uma menina do lado
Largo, tu que és cheio de encantos
Saiba nos dar sempre a alegria
e suportar vagabundos e santos
Seja sempre o reduto da fantasia
Nos cubra com todos os teus mantos
Inspire minha simples poesia
Rogério Arantes

Grandes Personagens – III – Henry Gondorff (Paul Newman)

Hoje é dia de Grandes Personagens aqui no Un Quimera.
E o post de hoje vem um tanto quanto saudosista, o personagem é o grande vigarista Henry Gondorff, do filme Golpe de Mestre, vencedor do Oscar de Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Direção de Arte, Melhor Figurino, Melhor Montagem, Melhor Trilha Sonora e Melhor Roteiro Original.
Depois de tantas estatuetas dá pra perceber que o filme e o personagem não são ruins, mas talvez melhor ainda seja o ator: Paul Newman.
Talentosíssimo, Newman teve inúmeras interpretações marcantes, como em Gata em teto de zinco quente, O Indomado, A Cor do Dinheiro e por aí vai.
Em Golpe de Mestre, onde interpretou Henry Gondorff talvez não tenha sido tão falado, mas o personagem é muito interessante e caiu como uma luva para o estilo de Paul.
A primeira aparição de Gondorff no filme é bem engraçada, bêbado, adormecido do lado da cama, quando Johnny Hooker vê essa cena não dá nada para Henry, mas aos poucos o personagem de Paul Newman vai mostrando porque é um grande personagem e vigarista.
A frieza e sagacidade de Gondorff, aliada a vontade de Hooker em vingar Luther levam os dois e muitos amigos a tramarem um legítimo Golpe de Mestre pra cima do poderoso gângster novaiorquino Doyle Lonnegan.
O filme vai desenrolando-se aos poucos e o golpe do Telégrafo vai sendo meticulosamente executado, até que chega o momento em que Lonnegan aposta meio milhão de dólares em Lucky Dan, o golpe é concluido com perfeição, o dinheiro fica com Gondorff e Hooker, e, além disso, o “guardinha” Snyder também é enganado, num gran finale sensacional.
A importância de Henry Gondorff para o filme é enorme e todo o estilo de Paul Newman dão ao personagem um ar superior aos outros, um verdadeiro vigarista de classe.
Fugindo um pouco do personagem, vale destacar também a ótima trilha sonora do filme, composta toda por Scott Joplin, no maior estilo ragtime da década de 1910, as músicas se encaixam perfeitamente na Chicago da década de 1930, época e lugar nos quais são ambientados o filme. O destaque maior é para a famosa “The Entertainer”, pra fechar o post nada melhor do que clicar no link abaixo e escutá-la:

Adiós Manchester!


O Estádio Olímpico de Roma foi palco de mais uma final da Liga dos Campeões da Europa, a maior competição de clubes do mundo.

E a decisão, além de marcar o duelo dos dois melhores times da temporada 2008/09, marcou também o duelo individual entre dois dos maiores jogadores da atualidade: Cristiano Ronaldo pelo lado do Manchester e Lionel Messi pelo lado do Barcelona.
O jogo começou com o Manchester no ataque, Fergunson entrou com Ronaldo, Rooney e Park na frente, Cristiano Ronaldo teve uma boa chance em uma falta logo no início.
E até os 10 minutos de jogo o Barça mal tinha passado do meio de campo, porém bastou isso acontecer uma vez que a história do jogo foi mudada: Iniesta, (um ótimo meio-campista catalão que garantiu a vaga do Barça nessa final, marcando o gol decisivo na semi-final contra o Chelsea) passou para Eto’o, que com muita categoria e velocidade tirou Vidic do lance e tocou consciente no canto de Van Der Sar, que ainda tentou defender, mas não dava, gol do Barcelona e a festa em azul-grená já se anunciava.
Depois disso, o resto do primeiro tempo foi equilibrado, o Barça soube jogar com o resultado favorável e Cristiano Ronaldo e cia. pareciam não conseguir mostrar o seu melhor futebol.
Na volta para o segundo tempo, Sir. Alex Fergunson arriscou, ao colocar Tevez no lugar de Anderson. O time inglês ficou um pouco desfigurado, jogando numa variação tática pouco usada durante toda a temporada e o Barça pareceu ganhar ainda mais confiança na etapa final.
Como o empate não vinha Fergunson colocou mais um atacante, o búlgaro Berbatov, era a última carta na manga dele, o time ficava com 4 atacantes em campo mas quem vencia ainda era o Barça.
E, aos 25 minutos, Xavi Hernández recebeu na direita fez ótimo cruzamente e Lionel Messi, de cabeça, sepultou de vez os Diabos Vermelhos. Van Der Sar não teve reação a cabeça do pequenino Messi, que, além do gol, fez um ótimo jogo coletivo, tentando sempre servir os companheiros, mas também partindo pra cima com dribles e finalizações, o gol serviu também para mostrar que vencia o duelo individual da noite.
Depois disso o Manchester continuou tentando, mas o Barça era comprovadamente superior, um lance isolado mostra muito bem como estava o jogo, aos 28 do segundo tempo, Puyol, sim, o zagueirão Puyol, que estava improvisado de lateral direito ontem, foi a linha de fundo, cortou Cristiano Ronaldo e sofreu a falta do português, o que se esperava era o contrário não é verdade?
Enfim, a equipe da Catalunha, comandada por Josep Guardiola termina talvez a melhor temporada de sua história.
Venceu a Copa do Rey com certa facilidade, foi campeão espanhol antecipadamente e conquistou a Liga dos Campeões.
É importante destacar o trabalho de Guardiola, ex-jogador do time está apenas na sua primeira temporada como treinador (começou muito bem!) e já conseguiu levar o Barça a todos esses títulos, vale lembrar que na final o Barça teve desfalques importantes como Rafa Márquez e Daniel Alves. Utilizando-se de muitos jogadores formados no clube como Sergio Busquets, Andrés Iniesta, Carles Puyol, Victor Váldez, Pedro Rodriguez etc., Guardiola mostrou que tem elenco e fez o inverso do que muitos treinadores europeus fazem, valorizou a base do time, lógico que com boas contratações também, mas veja o Manchester por exemplo, com exceção dos veteraníssimos Scholes e Giggs, quase todos os outros jogadores do elenco são estranegeiros.
Enfim, parabéns ao Barça por mais essa conquista, gostei de ver o jogo e a vitória catalã, mas é lógico que a vontade era de ver o Liverpool campeão, fica pra 2009/10.

Playoffs 2009 – 4ª Semana


Está chegando a hora das finais das conferências.

Restam dois emocionantes jogos 7 hoje a noite para as conferências Leste e Oeste conheçam seus finalistas.
Os três melhores jogos da semana:
No Leste a disputa é sempre quente.
Boston e Orlando vão fazer hoje o jogo 7, mas falo do jogo 4 dessa série, onde Boston empatou a série em 2-2.
Lewis e Howard (principalmente o segundo, que anotou 23 pontos e 17 rebotes) foram os destaques da equipe da Flórida.
Pelo lado dos atuais campeões da NBA, Pierce e Rondo se destacaram, mas o grande nome do jogo foi o “Big Baby” Glen Davis, o camisa 11 dos Celtics foi quem decidiu o jogo.
Foi um legítimo “Buzzer Beater”, quando a bola caiu, as luzes da tabela se acenderam, a festa dos Celtics foi grande, é bom destacar que a equipe de Massachussetes não conta com o seu principal jogador, Kevin Garnett, vem jogando os Playoffs sem ele e outras peças do elenco, como Glen Davis or exemplo, vão tentando suprir a falta de KG com muita raça e vontade.
Apesar dos Nuggets já terem liquidado a série em 4-1, esse jogo que foi justamente o da úncia vitória dos Mavs, talvez tenha sido o melhor da série.
Já que estamos no oeste e, melhor ainda, no Texas, nada mais adequado do que comparar o duelo entre Carmelo Anthony e Dirk Nowitzki com um duelo de cowboys do Velho Oeste.
Cada chute de três, cada rebote, cada boa jogada era como um tiro, no fim, prevaleceu o calibre do alemão Nowitzki que anotou 44 pontos e 13 rebotes contra 41 pontos e 11 rebotes de Anthony.
Os Nuggets seguem forte para a final do Oeste, seja Lakers ou Rockets, vão enfrentar um ótimo adversário que vem crescendo muito nos Playoffs.
Por falar em Lakers e Rockets…
Esse foi o jogo 5, um jogo que destoou dos outros desta equilibrada série.
Um avassalador Lakers passou por cima dos Rockets e com esse enorme diferença de 40 pontos venceu, e, a essa altura abria 3-2, porém a equipe do Texas empatou a série no jogo 6, e hoje tem um jogo 7 que promete.
Nesse jogo em questão, a dupla Bryant-Gasol funcionou bem e comandou o time de LA na vitória.
A bola de Houston não caia: Landry, Brooks, Scola e Artest, os principais pontuadores desse time (Yao Ming também entraria nessa lista, mas está fora) não conseguiram fazer tudo o que fizeram nos outros jogos da série.
Como já falei, hoje temos jogo 7 entre Orlando – Boston e Houston – Lakers.
Os vencedores enfrentam os já classificados Cleveland Cavaliers e Denver Nuggets.
Jogador da Semana: Kobe Bryant (Los Angeles Lakers)

Numa relax, numa tranquila, numa boa!

Sebastião Rodrigues Maia, ou simplesmente Tim Maia, foi um cara que marcou história no cenário da música brasileira.
Cheio de suingue, simpatia e alegria, quando vejo imagens ou vídeos de Tim Maia sempre lembro deste último sentimento, embora muitas de suas músicas sejam tristes, “cornas” (ele dizia que era formado em Cornologia), o sorriso do gordinho mais simpático do Brasil era contagiante e além disso seu bom humor também era algo além do normal.
Mas não era só na alegria que Tim extravasava, nas drogas também, inúmeros foram os shows em que Tim não compareceu por pura irresponsabilidade, acumulou também várias brigas com gravadoras e afins, enfim, também teve seu lado polêmico.
E nesse post recordo também uma de suas fases mais importantes, que rendeu discos ímpares: Tim Maia Racional – Volume 1 e Tim Maia Racional – Volume 2.
Os dois discos foram concebidos em um período da vida de Tim bem diferente de todos os outros, parou de beber e de fumar e se dedicou fielmente as ideias dolivro Universo em Desencanto, algo que revolucionou o modo de pensar de Tim durante algum tempo, o interessante é que nesse período foram lançados apenas os dois discos (Tim Maia Racional – Vol. 1 e Vol. 2) e a dedicação de Tim as músicas foi bem maior.
Bom Senso, Imunização Racional (Que Beleza) e, principalmente, Guiné Bissau, Moçambique e

Angola Racional são as músicas que melhor traduzem o que foi essa fase.
Além disso, em quase todas as faixas você escuta o conselho: Leia o livro Universo em Desencanto. Tentando fazer a imunização racional em todo mundo, Tim Maia mostra um lado totalmente diferente, que poucos conhecem.
É lógico que só de escutar você não vai seguir as ideias e começar a falar de racionalização universal ou coisas do tipo, só se você quiser. Mas vale a pena escutar pra poder entender melhor “Que Beleza” que é esse período da carreira do Sebastião.
De vez em quando vou colocar posts como esse, falando sobre algum cantor, sempre que posso eu tô escutando música, seja em casa, na rua ou em qualquer lugar que dá, e existem alguns cantores e cantoras que admiro muito, aos poucos falo deles aqui no Un Quimera.

Playoffs 2009 – 3ª Semana

A NBA vai afunilando cada vez mais, estamos na fase de semi-finais das conferências, com duas séries praticamente decididas, e com outras duas muito equilibradas.
Os jogões da semana:
Um dia após ter sido eleito o MVP da temporada regular, LeBron James provou que não é a toa que ele foi eleito.
Com 34 pontos e 10 rebotes, ele comandou os Cavs nesse que foi o jogo 1 da série que hoje já está em 3-0 para o Cleveland, o detalhe é que na primeira rodada os Cavs passaram pelos Pistons com um 4-0, ou seja, o time do MVP da temporada ainda não perdeu nos playoffs.
Além de LeBron, Mo Williams, com 21 pontos, também teve papel importante nesse jogo. Pelo lado dos Hawks, Josh Smith e Mike Bibby bem que tentaram, mas a superioridade era dos donos da casa.
Talvez a série mais tensa dessas semi-finais, o duelo particular entre Ron Artest e Kobe Bryant está pegando fogo e as duas equipes vão no embalo de seus líderes.
Os Rockets venceram no Staples Center o jogo 1 e aí nesse segundo jogo Kobe Bryant mostrou que está disporto a reverter isso e ser campeão da Liga mais uma vez.
Com expressivos 40 pontos, o camisa 24 dos Lakers comandou seu time, que, também com a ajuda dos 22 pontos e 14 rebotes do espanhol Pau Gasol empatou a série nesse jogo 2.
Esse jogo ficou marcado por uma cotovelada de Derek Fisher em Luis Scola, e também pelo incidente envolvendo os rivais Artest e Bryant no último quarto, acirrando ainda mais a disputa, mesmo com a lesão de Yao Ming, a série promete continuar equilibrada até o fim.

Sábado – 09/05 – Denver Nuggets 106-105 Dallas Mavericks

Esta série, assim como Cleveland vs. Atlanta está praticamente decidida.
Os Nuggets de Billups e Anthony e também do brasileiro Nene fizeram 3 – 0 nos Mavericks de Nowitzki e Kidd ontem, em Dallas, em um jogo equilibrado.
Pelo lado dos donos da casa, Dirk Nowtzki, com 33 pontos e 16 rebotes foi o principal destaque, já o destaque dos visitantes teria poderia até ter sido o seu cestinha, Chauncey Billups que anotou 32 pontos, mas foi Carmelo Anthony, que fez 31, mas entre esses 31 pontos, 3 foram marcados a segundo do fim do jogo, os Mavs chegaram a estar vencendo por 105-101, e com essa última cesta de Anthony o jogo terminou 106-105.
Depois do jogo, também teve muita confusão, Josh Howard era um dos mais exaltados. Fase final de NBA é isso, pura emoção: no pain, no gain!
As semi-finais estão assim:
Oeste
Los Angeles Lakers 2 – 1 Houston Rockets
Denver Nuggets 3 – 0 Dallas Mavericks
Leste
Cleveland Cavaliers 3 – 0 Atlanta Hawks
Boston Celtics 1 – 2 Orlando Magic
Jogador da semana: LeBron James (Cleveland Cavaliers)

Tem horas que a gente se pergunta por que é que não se junta tudo numa coisa só?


“Sei como dói meu amor de poeta
se vê linha reta
quer logo entortar
meu coração é de quem não tem cura
procura e torna a procurar
e você nunca esta lá”

Flamengo – Tricampeão Carioca 2009

Emoção foi o que não faltou ontem, no segundo e decisivo jogo da final do Campeonato Carioca 2009.
Depois de um empate em 2 x 2 no primeiro jogo, Flamengo e Botafogo entraram em campo ontem em condições iguais, quem ganhasse seria campeão e em caso de empate a decisão iria para os pênaltis.
No primeiro tempo, apesar do Botafogo ter finalizado mais, quem conseguiu as melhores coisas foi o Flamengo.
Em duas finzalizações, dois gols. Ambos de Kléberson: no primeiro gol ele cabeceou para o meio da área e com a bola quase dentro do gol Angelim ainda chegou a tocar nela, mas o gol foi para o camisa 15. Já no segundo gol, após cobrança de falta ensaiada, Kléberson mandou um chutaço, que desviou em Alessandro e entrou no ângulo de Renan.
Na volta para o segundo tempo, logo no primeiro minuto, penâlti para o Botafogo. Victor Simões bateu e Bruno, de mão trocada fez a defesa.
Depois desse pênalti tudo indicava que o Flamengo venceria sem maiores preocupações, porém não foi bem assim.
Juninho, com um golaço de falta aos 16 e Túlio Souza aos 19 fizeram o que parecia impossível e empataram o jogo, aumentando ainda mais a emoção.
Depois disso o Flamengo começou a jogar mais e criou várias chances no fim da partida, mas nada de sair gol, a decisão iria mesmo para os pênaltis, assim como em 2007, com dois empates em 2 x 2.
E também como em 2007, na hora da dipsuta de pênaltis quem brilhou foi Bruno, já tinha catado o pênalti de Victor Simões no tempo normal e na disputa catou as cobranças de Juninho e Leandro Guerreiro, todos os batedores rubro-negros converteram e (assim como em 2007) o Flamengo foi campeão carioca em cima do Botafogo vencendo nos pênaltis por 4 x 2.
E, embora os campeonatos estaduais não tenham tanto valor nos dias de hoje, esse foi especial.
Afinal, agora o Flamengo, pela primeira vez na história se tornou o maior campeão carioca de todos os tempos, chegando a 31 títulos, ultrapassando o Fluminense que tem 30.
Além disso marcou também o Penta-tri rubro-negro, os outros foram em: 42/43/44; 64/65/66; 79/79 (2)/80; 99/00/01.
Os mais sensatos e menos emocionais vão dizer que não passa de futebol, e que a alegria do Penta-tri é breve, logo passará.
Isso pode até ser verdade, mas dentro do campo, numa final de campeonato decidida nos pênaltis, a paixão sublima a razão, e só quem torce de verdade sabe o que é poder gritar é campeão e dar aquela zoada com os adversários no dia seguinte.
Salve o Mengão Penta-tri!
E valeu Fábio Luciano!
O capitão se aposentou hoje, como já havia anunciado, ele que já teve boas passagens por outros clubes, mas foi com o Flamengo que ele se identificou mais, conquistou dois cariocas e foi peça fundamental da famosa arrancada de 2007. Além da enorme liderança que exercia sobre o grupo.
YNWA – SRN

Playoffs 2009 – 2ª Semana

Fim de mais uma semana de Playoffs e as coisas estão ficando cada vez melhores, com praticamente todas as semi-finais decididas os candidatos ao título da Liga são cada vez menos e com muito mais basquete a apresentar.
Os três melhores jogos da semana:
É difícil ver jogos com tanta diferença no placar em Playoffs como esse.
E ao contrário do que muitos pensam não mostra uma possível fragilidade dos Hornets, não, na verdade o time comandado pelo ótimo CP3 é um bom time, que conta também com a experiência de Peja Stojakovic, além de David West e Tyson Chandler.
O que na verdade mostra é que os Nuggets enfim conseguiram chegar bem nos Playoffs e apesar dos Lakers serem os grandes favoritos a conquista do oeste, o time do brasileiro Nene também pode dar trabalho.
No jogo, pra variar, Carmelo Anthony foi o grande destaque do Denver com 26 pontos e 7 assistências, além de belas infiltrações e enterradas.
Essa é uma série de muita rivalidade.
Juntamente com os Rockets, Dallas e Spurs formam o eixo texano da NBA, são times que quase sempre estão marcando presença nos Playoffs e quase sempre são candidatos ao título.
Dessa vez dois deles se encontraram logo na primeira rodada da fase decisiva, e, depois de muito tempo sempre chegando pelo menos as semi-finais do oeste os Spurs de Tim Duncan e do francês Tony Parker dessa vez saiu na primeira rodada.
Esse foi o quinto e último jogo da série que o Dallas fechou por 4-1.
Os Mavericks desde o início mostraram muita disposição e a ausência de Manu Ginobili do lado adversário foi muito bem aproveitada.
O alemão Dirk Nowitzki foi o destaque da partida com 31 pontos e 9 rebotes.
Esse foi, com certeza, o jogo mais emocionante dos Playoffs 2009 até agora.
Após três prorrogações os Bulls conseguiram uam vantagem de um ponto e a vitória sobre os Celtics, estavam empatando a série em 3-3, fica registrado que ontem os Celtics, jogando em casa, conseguiram fechar a série em 4-3.
Mas no jogo de quinta, os Bulls mostraram porque deram tanto trabalho assim para os Celtics, muitos esperavam um 4-0 ou 4-1 na série, nunca um 4-3.
Pra se ter noção do que foi o jogo de quinta, veja quantos pontos fez Ray Allen: 51.
Além disso, o armador Rajon Rondo dos Celtics distribuiu nada mais, nada menos do que 19 assistências.
Do outro lado, John Salmons com 35 e Derrick Rose com 28 foram os maiores pontuadores, além deles Brad Miller com 23 pontos e 10 rebotes também teve contribuição efetiva na vitória.
E no final da terceira prorrogação uma enterrada do guerreiro Joakim Noah e um toco de Derrick Rose em Rajon Rondo selaram a vitória dos Bulls.
A única série da primeira rodada que ainda não terminou é Atlanta vs. Miami, empatada em 3-3, os times decidem quem vai pras semi-finais hoje, em Atlanta.
As semi-finais começam hoje, com Denver vs. Dallas, as séries estão assim:
Oeste
Los Angeles Lakers vs. Houston Rockets
Denver Nuggets vs. Dallas Mavericks
Leste
Cleveland Cavaliers vs. Atlanta/Miami
Boston celtics vs. Orlando Magic
Jogador da semana: Carmelo Anthony (Denver Nuggets)