Quando a geografia interfere no futebol


Desde quando eu começei a acompanhar futebol sempre apreciei muito o estilo de jogo dos
países do leste europeu, embora nunca tenham conquistado grandes títulos (a Copa do Mundo
no caso) sempre foram uma grande força do futebol europeu.

Um futebol que alia muita aplicação tática com técnica e também muita velocidade,
talvez falte a “malandragem” do futebol latino e a ginga do futebol africano, mas nenhuma
escola futebolística é perfeita, a que chegou mais perto disso foi a brasileira, num
passado distante…

Historicamente tiveram jogadores muito técnicos como por exemplo o lendário romeno Hagi,
o búlgaro que fez história no Barcelona (Hristo Stoichkov) ou então o esloveno Zhirkov,
o checo Pavel Nedved entre outros (não vou lembrar todos os bons jogadores dessa região
assim de uma hora pra outra).

E também muitos artilheiros, a Sérvia teve Savo Milosevic, a Croácia teve Davor Suker
e até mesmo o recém-aposentado Dado Pršo. E quem não se maravilhou com os inúmeros gols de
Shevchenko com a camisa do Milan? Tá bom que atualmente ele já não faz tantos gols assim…

Tem também um sérvio que ficou muito famoso no futebol brasileiro, Dejan Petkovic.
Recentemente teve uma passagem apagada pelo Atlético-MG, a idade já não ajuda, mas quando
chegou ao Brasil, jogando pelo Vitória já demonstrava ser um bom jogador e depois veio pro
Mengão, um dos gols mais fantásticos da história do Mais Querido do Brasil é dele:
Campeonato Carioca 2001, falta na entrada da área do Vasco aos 44 do segundo tempo, o Flamengo precisava de um gol pra se sagrar tricampeão carioca e aí… gol de Petkovic numa cobrança magistral.
Dá pra citar também um país há muito esquecido quando o assunto é futebol: A Hungria.

Se existe um país que pode fazer inveja ao Brasil em algum tipo de competição, esse país é
a Hungria. Afinal, a Seleção Húngara é a maior vencedora dos Jogos Olímpicos com três
medalhas de ouro, uma de prata e uma de bronze.

Mas na categoria profissional, apesar da falta de títulos (volto a dizer, esse é o grande
problema das seleções do leste europeu) a Hungria fez história, teve Ferenc Puskás, Sándor
Kocsis, entre outros, é bom lembrar que o primeiro era o melhor jogador do mundo, até que
surgiu Pelé…

E se recordarmos a história mais recente temos a grata surpresa da Eurocopa 2008, a
inexplicável e arrasadora Rússia, comandada por Andrei Arshavin e Roman Pavlyuchenko que
demonstrou um futebol de qualidade, mas que, pra variar, não conseguiu título.

Além de tudo isso que eu já citei o leste europeu também se caracteriza por intensos e
quase constantes conflitos por territórios, numa dessas, a extinta Iugoslávia que começou a
ser dividida no longínquo ano de 1941 pelos países do Eixo (isso mesmo, 2ª guerra, Alemanha
de Hitler, Itália de Mussolini e Japão de Hiroito) e surgiram “novos países”: Croácia,
Sérvia e Montenegro, Bósnia e Herzegovina, Eslovênia e Macedônia.

Em 2006, mais uma divisão: Montenegro torna-se independente e assim Sérvia e Montenegro
tornam-se dois países distintos.

E ano passado ainda teve mais uma, Kosovo também declarou-se independente da Sérvia.

Então, são tantas divisões que parece até futebol inglês, mas estamos no leste europeu
ainda, e eu sempre pensei em como seria se até os dias de hoje ainda existisse apenas a
Iugoslávia, um país só.

Não na questão geo-política, mas sim no assunto futebol.

Talvez essa Iugoslávia pudesse até ter conquistado um título, existem muitas hipóteses…

Aí eu bolei uma seleção da Iugoslávia atual, não sei se seria ideal, porque não conheço
tanto assim esse futebol, do pouco que eu sei saiu essa seleção:

Seleção da Iugoslávia

1 – Vladimir Stojkovic (Sporting CP) – Sérvio
2 – Mladen Krstajic (Schalke 04) – Sérvio
3 – Josip Šimunic (Hertha Berlim) – Croata
4 – Nemanja Vidic (Manchester United) – Sérvio
6 – Darijo Srna (Shakhtar Donetsk) – Croata
5 – Dejan Stankovic (Internazionale) – Sérvio
8 – Zdravko Kuzmanovic (Fiorentina) – Sérvio
7 – Niko Kranjcar (Portsmouth FC) – Croata
10 – Luka Modric (Tottenham Hotspur) – Croata
11 – Ivan Klasnic (FC Nantes) – Croata
9 – Mirko Vucinic (AS Roma) – Montenegrino

Daria um aperto pelo menos na Eurocopa não?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: